noticias OBIS NO BRASIL - Notícias
Principal  |  Usando o OBIS  |  Sobre os dados  |  Sobre o OBIS  |  Notícias Locais  |  Notícias  |  OBIS no Brasil  |  Histórico no Brasil  |  Dados Incluídos

Nova página do OBIS EUA
01 Fevereiro 2012

O Nodo Regional (RON) dos EUA possui um novo sítio em http://www.usgs.gov/obis-usa. Parabéns para Philip Goldsteine Mark Fornwall pela excelente trabalho. Os metadados também contêm referências ao sítio – estes serão atualizados quando fizermos a próxima atualização nos registros no Portal OBIS.

Novos registros visíveis em Janeiro 2012
24 Janeiro 2012

A primeira atualização de novos registros para 2012 está completa, com 11 atualizações e 5 novos bancos de dados. As novas contribuições notáveis incluem um banco de dados do CSIRO, que representa um estudo de 3 anos no ecossistema que sustenta a pesca no sudeste da Austrália, um banco de dados sobre a produção científica de estudos do Laboratório de Zooplâncton da Universidade Federal de Pernambuco, e uma atualização nos registros de peixes do Canadian Museum of Nature, como atividade do OBIS Canadá. Atualizações adicionais do OBIS Canadá incluem novos registros no Atlas eletrônico do ictioplâncton na Plataforma Escocesa da América do Norte, assim como um banco de dados de alta resolução e que cobre todas as espécies já conhecidas no arquipélago Haida Gwaii.
O OBIS também recebeu um número de novos conjuntos de dados do Fishbase e dos seus provedores associados. Estes incluem um conjunto de registros de biodiversidade através da Academia Chinesa de Taiwan, a coleção de peixes do Museu Nacional do Japão da Natureza e da Ciência e a coleção de peixes do Museu de História Natural da França.
O OBIS atualmente conta com aproximadamente 32.2 milhões de registros de 1014 bancos de dados. Mais informações disponíveis na página das estatísticas; mais informações sobre os bancos de dados individuais estão disponíveis aqui.

Primeira Reunião do Grupo Dirigente do OBIS
27 Dezembro 2011

A primeira reunião do Grupo Dirigente (GD) do IODE para o OBIS ocorreu na Sede do IODE dentro da COI, em Ostende, Bélgica. Durante a reunião o GD reviu o status atual do OBIS, com especial ênfase em sua integração no IODE. Os representantes dos Nodos Regionais do OBIS apresentaram seus últimos avanços, expectativas para 2012 assim como suas principais dificuldades. Os problemas comuns dos Nodos são falta de pessoal e sustentabilidade financeira continuada. Contudo, o OBIS tem no momento mais de 30 milhões de registros e cerca de 1 mil bancos de dados. Aspectos técnicos dos bancos de dados foram extensamente debatidos objetivando melhorias. Objetivos de curto e longo prazo foram bastante discutidos, incluindo a conectividade com outros bancos de dados de biodiversidade, com outros provedores de dados, políticas de metadados, plataformas multilíngues, educação e colaboração com outros programas e iniciativas internacionais. A sustentabilidade financeira e oportunidades de financiamento externo foram discutidas. O Projeto iMarine, como principal fonte de recursos para sustentação do Escritório Central foi debatido. Objetivos específicos para o OBIS foram definidos dentro da Estratégia de Médio Prazo da UNESCO (2008-2013) e prioridades da COI/IODE. Se optou por uma operação do OBIS baseada no trabalho em equipe. O OBIS funcionará como uma infraestrutura de dados distribuídos através de nodos sob a liderança do Escritório Central. Várias funções deverão ser implementadas através dos nodos. Cada função deverá ser desempenhada por uma ação voluntária e que assegure a sua efetividade. Outros voluntários serão encontrados nos projetos que demandam grandes esforços. Uma estratégia plausível para operações sustentáveis do Escritório Central deverão estra no plano executivo e que deverá estra pronto no final de março. Alguns pontos focais deverão estar ligados com programas do IODE, como Portal de Dados Oceanográficos (ODP) e OceanTeacher.

OBIS colabora com o Projeto iMarine da Europa
27 Dezembro 2011

A reunião inicial para o desenvolvimento do projeto iMarine da Europa aconteceu em Pisa, entre 16-17 de novembro de 2011. iMarine é uma iniciativa para se estabelecer e operar uma infraestrutura online que se apoia nos princípios da Abordagem dos Ecossistemas da pesca e de conservação dos recursos marinhos vivos. A Abordagem dos Ecossistemas utiliza conjuntos de fontes de dados e de conhecimento mais amplos que os que são de uso convencional no gerenciamento e conservação da pesca. O monitoramento e avaliação de espécies alvo, emblemáticas e vulneráveis, precisam ser mais amplos para englobar conjunto de espécies, comunidades, habitats, ecossistemas e contemplar impactos sobre a pesca, o que se traduz pelos produtos e serviços oferecidos pelos ecossistemas. Os dados do OBIS e sua capacitação técnica serão componentes essenciais da infraestrutura online através dos registros de distribuição de espécies e dos dados derivados do projeto. Na colaboração o OBIS dará uma contribuição direta para o gerenciamento do ambiente marinho.
O projeto será capitaneado por by Donatella Castelli, Consiglio Nazionale delle Ricerche (CNR), Pisa, Itália, e por Marc Taconet do Fisheries Department da Organização para Alimentos e Agricultura das Nações Unidas (FAO), Roma Itália. Mais informações sobre o projeto, incluindo uma listagem completa dos parceiros e do plano de trabalho, podem ser encontradas no sítio www.i-marine.eu.

OBIS utiliza servidores do VLIZ
27 Dezembro 2011

Desde meados de outubro de 2011 que os servidores WEB e de banco de dados do OBIS já não estão mais no serviço de nuvem da Amazon. Eles migraram para os servidores disponibilizados pelo Instituto Marinho de Flandres (Vlaams Instituut voor de Zee, VLIZ). Ocorreram alguns problemas na migração, entre eles erros quando os usuários desejavam descarregar dados e na criação de novas páginas estáticas (o que causou o atraso destas notícias). Tudo parece estar resolvido no momento, o Portal está funcional, o servidor do banco de dados está mais rápido do que ainda na Nuvem da Amazon. Tanto VLIZ quanto os Serviços de Informação Oceanográfica do Centro Nacional Indiano (INCOIS) se prontificaram em colaborar com a rede OBIS oferecendo auxílios. A colaboração de VLIZ já é uma realidade, pelo que agradecemos. INCOIS está preparando novos servidores, o que permitirá a criação de espelhos do OBIS e assim aumentar o tempo real de funcionalidade do Portal.

NOVOS DADOS ADICIONADOS
16 de outubro de 2011

O OBIS está começando Outubro com uma grande adição de dados graças a contínua contribuição de seus parceiros. A atualização de 200 mil registros abrange uma impressionante gama taxonômica e geográfica, sendo esta composta por submissões do OBIS-EUA, SCAR-MarBIN, OBIS Canadá, OBIS Brasil e OBIS Japão. O OBIS Brasil disponibilizou uma grande quantidade de novos registros, incluindo um banco de dados detalhando a distribuição de algas e plantas bentônicas da região estuarina da Lagoa dos Patos, bem como um inventário de Cnidaria do Estado de São Paulo (atualização BIOTA/FAPESP 2000-2010) e várias atualizações de bancos de dados que abrangem os Ecossistemas de Manguezais do Atlântico Sudoeste (Brasil). O OBIS Canadá proveu uma variedade de novas fontes, incluindo dados de um programa de monitoramento do Departamento de Pesca e Oceanos (sigla em inglês – DFO), o qual tem como foco avaliar a qualidade ecológica dos estuários no Golfo de St. Lawrence, bem como um conjunto de dados de catalogação da abundância e distribuição das 54 espécies de ovos e larvas de peixes coletados durante os anos 1960 e 70 na mesma área. Como novo avanço, o OBIS iniciou uma empolgante colaboração com Ocean Genome Legacy. Esta organização de pesquisa marinha, sem fins lucrativos, partilhou um catálogo que contêm tecidos e extrações de DNA de mais do que 12 mil indivíduos e 2500 táxons marinhos. Esta contribuição irá adicionar uma nova dimensão de especificidade ao OBIS. Além disso, a ECOCEAN, uma organização sem fins lucrativos sediada no Oregon, forneceu uma grande atualização de seu extenso banco de identificação fotográfica de Tubarões Branco. Finalmente, OBIS-Japão forneceu a sua segunda submissão oficial de amostras biológicas coletadas por meio de navios e submarinos do JAMSTEC. Estes dados incluem informações detalhadas sobre sexo, estágio de vida e abundância. Essa incorporação aumenta consideravelmente a resolução do OBIS Pacífico Oeste. Com a atualização de outubro finalizada, o banco de dados OBIS abriga agora um total de 1.004 bancos de dados, 31,96 milhões de registros, e mais de 158.439 taxa.

Uma lista de atualizações e novos bancos de dados com atalhos diretos para mapas destes bancos de dados estão disponíveis aqui. Visite a página de estatística para maiores informações sobre o número de registros e táxons.

O OBIS no WCMB
15 de outubro de 2011

O OBIS foi representado na Segunda Conferência Mundial sobre Biodiversidade Marinha, que ocorreu entre 26 e 30 de setembro de 2011 em Alberdeen, Escócia. Foram apresentações de vários nós do OBIS (incluindo o EurOBIS e SCAR-MarBIN) e do Escritório Central Internacional. As apresentações e resumos do Escritório Central podem ser baixados nos atalhos a baixo. O uso das apresentações e imagens contidas nelas é permitido, sob as condições de atribuição adequadas. O envio de um e-mail para informar sobre a utilização das imagens das apresentações será muito apreciada, pois é uma cópia como de qualquer outra publicação (eletrônica).

-The Ocean Biogeographic Information System: current state and future plans (Apresentação, Resumo)
-Latitudinal gradients in diversity: exploring patterns using the Ocean Biogeographic Information System(Apresentação,Resumo)
-Technical developments at the Ocean Biogeographic Information System (Apresentação,Resumo)
-Using Ocean Biogeographic Information System data in the CBD EBSA process (Apresentação,Resumo)
-Quantifying our ignorance: what the Ocean Biogeographic Information System tells us (Apresentação, Resumo)
-Integrating biogeographic data in OBIS: challenges in standardisation of taxonomic names (Apresentação, Resumo)

NOVO ACRÉSCIMO DE DADOS
2 de Setembro de 2011

 Agosto chegou ao fim com OBIS completando mais um substancial acréscimo de dados. Os programas OBIS-USA, OBIS SEAMAP, EurOBIS, SCAR-MarBIN e OBIS Canadá, coletivamente, contribuíram com 3 atualizações e 51 novos bancos de dados com um expressivo total de 443 mil novos registros.

O ICES através do EurOBIS contribuiu com um imenso banco de dados de peixes predadores e suas presas que abrange 11 países. Este banco provê informações importantes sobre a dieta de oito espécies predadoras vitais para o Mar do Norte. Eles também têm partilhado numerosos bancos de dados do Mar Negro. Neste caso existe um detalhamento da composição de espécies, biomassa e abundância de zooplâncton e fitoplâncton no norte do Mar Negro.

O OBIS Canadá também disponibilizou um banco de dados sobre pesquisa sobre o ‘caranguejo da neve’ (Snow Crab) com a utilização de arrastos no Golfo de St. Lawrence. O mesmo grupo também disponibilizou um grande banco de dados contendo todos os dados das investigações pioneiras do Ártico Oriental produzido pelo Fisheries Research Board of Canada. Acumulados entre 1947-1959, estes dados contêm os resultados de um amplo esforço no leste do Ártico canadense usando várias estratégias de amostragem. O estudo aplicou redes de emalhe, redes de cerco, espinheis e dragagens e assim sendo possível elaborar um inventário de diversas espécies planctônicas e nectônicas.

Graças à SEAMAP OBIS, O OBIS foi capaz de adicionar uma riqueza de dados sobre mamíferos marinhos e répteis com esta adição. Bancos de dados notáveis incluem o Banco de Dados Nacional de Encalhes de Baleias no Reino Unido, Banco de dados do Centro de Ciência de Pesca do Sudoeste do NOAA o qual disponibilizou informações sobre deslocamento de Tartarugas do mar comum (Caretta caretta) em águas dos Estados Unidos. Ainda foi disponibilizado um banco de dados da Universidade da Califórnia (Santa Cruz) detalhando a distribuição e padrões de migração de Elefantes marinhos.

O SCAR-MarBIN disponibilizou dois novos bancos de dados com dados de ocorrência do Filo Cnidaria e da ordem Octopoda no Oceano Antártico.

O Ramo Biogeográfico do NOAA proveu atualizações para 3 bancos de dados do Caribe obtidos no início deste ano e no final de 2010. Estes dados relatam a distribuição e abundância de peixes recifais e onde estes foram coletados através de transectos em St. Croix, St. John e Porto Rico.

Com auxílio destes valorosos parceiros, o banco de dados do OBIS agora alcança 31,8 milhões de registros em 994 bancos de dados para 140.000 espécies. Os detalhes dos novos e atualizados dados estão listados aqui.


CoML recebe o prêmio Cosmos
27 de julho de 2011

 Em 27 de junho de 2011, o Comitê Internacional do Prêmio Cosmos (presidido por Dr. Tadamitsu Kishimoto) escolheu o Comitê Científico do Censo da Vida Marinha (secretariado: Washington, DC. EUA), como o vencedor de 19° Prêmio Internacional Cosmos (2011). A decisão de atribuir o prêmio ao Comitê foi alcançada depois de considerar as recomendações apresentadas pela Comissão de Peritos de Seleção do Prêmio Internacional Cosmos (Presidente: Sr. Kazuo Matsushita).
O Comitê Gestor Científico (SSC – sigla em inglês) do Censo da Vida Marinha (CoML– sigla em inglês), fornece a governança mundial para o CoML, um grande projeto global. O objetivo do Censo foi fazer um levantamento e analisar as mudanças do passado ao presente na vida marinha, de distribuição da biodiversidade e sua abundância. OBIS foi criado como o componente de integração dos dados do Censo.
Mais informações sobre o prêmio estão disponíveis no site do Censo, nesta página, ou no documento anexado abaixo.


Mapas do OBIS são elementos principais em postagem de blog
15 de junho de 2011

 Jonathan Thar, coordenador do programa de pesquisa do Programa de Rastreamento da Plataforma Continental do Oceano Pacífico (sigla em inglês, POST) postou um interessante texto no site do Vancouver Sun pela ocasião do Dia Mundial dos Oceanos em 8 de Junho de 2011. Mapas do OBIS foram utilizados para ilustrar como é pequeno o conhecimento sobre os oceanos, especialmente sobre o ambiente pelágico profundo.


Novos dados adicionados
14 de junho de 2011

 O OBIS terminou a sua terceira atualização de 2011, completando um de seus maiores carregamentos de dados já feitos, isto graças ao esforços de seus parceiros. Esta atualização de 714.000 registros abrange um grande escopo geográfico sendo composto por contribuições do OBIS-EUA, AfrOBIS, EurOBIS, OBIS Coréia e OBIS Canadá.

Adições específicas incluem uma extensa coleta de dados a partir do AfrOBIS detalhando as distribuições de corais, diatomáceas, peixes e invertebrados em Madagascar; um banco de dados do EurOBIS composto por mais de 645 avistamentos de cetáceos no Mar Negro, Mar de Azov e do Estreito de Kerch; e, um conjunto de dados do OBIS Canadá contendo os resultados de numerosos arrastos de coletas de plâncton no Pacífico norte e equatorial, durante a longa expedição Hudson 70, o primeiro navio a circunavegar o continente americano. OBIS-EUA também tem apresentado um diversificado leque de coletas de dados. Estes incluem um levantamento de organismos bentônicos de amostras que abrangem a plataforma continental em 4 estados do sul dos EUA, um levantamento das espécies de corais do Parque Nacional das Virgin Islands e de Coral Reef National Monument, e ainda uma compilação de 30 arrastos de coletas de zooplâncton ao longo de 4 anos em Georges Bank. Um dos nossos relativamente novos nodos, OBIS-COREIA, contribuiu com uma atualização substancial em sua base de dados de catalogação de espécies planctônicas no Mar Ocidental. Finalmente, OBIS está animado para anunciar que estamos disponibilizando um extenso levantamento de invertebrados e corais do Golfo do México, cortesia de Divisão de Biogeografia do NOAA. Os dados incluem eventos de amostragens antes e depois do desastre BP Horizon e que continuam a desempenhar um papel inestimável na avaliação da extensão da devastação da vida marinha.

O OBIS agora ultrapassa 31,3 milhões de registros, com 939 bancos de dados e com 181.000 espécies. Uma lista dos novos e dos bancos de dados atualizados, incluindo um atalho para o número de registros e mapas destes registros, disponível aqui.



Nova liderança no nodo africano
10 de maio de 2011

Marten Grundlig, desde o início gestor do Nodo Regional Africano do OBIS, está passando o posto para Ursula Von St. Ange. Ursula tem sido a principal e primorosa apoiadora no AfrOBIS e temos certeza que o Nodo africano está seguro em suas mãos capazes. Ao mesmo tempo, estamos tristes por ver a saída de Marten. O fato de que sua formação foi em oceanografia física, em vez de biologia marinha, não impediu a construção de um Nodo muito forte (muito maior em relação ao número de registros!) e de ser muito ativo nas discussões na Comissão de Gestores. Aqui estão algumas palavras de Marten. “O OBIS e o CoML têm sido uns dos pontos altos da minha carreira como um não-biólogo e eu sempre olharei para trás com carinho e orgulho do que fizemos e do que foi obtido”.



Novos dados no OBIS
15 de abril de 2011

O OBIS terminou a sua segunda maior atualização de 2011, adquirindo 9 novos bancos de dados e 4 atualizações, o que resultou na adição de 41.802 registros. A maioria das novas submissões, providas pelo Projeto de Biodiversidade do Oceano Ártico (ArcOD), documentando uma expressiva gama de espécies marinhas existentes em latitudes polares. Isto inclui diatomáceas da Bacia do Ártico, microalgas no Mar de Chukchi e o Zooplâncton no Oceano Ártico Leste. Também entre as submissões do ArcOD está um abrangente conjunto de dados detalhando a diversidade de macroinvertebrados bentônicos do sudoeste da Groenlândia. Estes dados foram obtidos a partir de levantamentos de transectos pela plataforma continental e revelando uma rica diversidade de ambientes marinhos. As contribuições do ArcOD aumentam a resolução do OBIS em grandes latitudes com um banco de dados detalhando a estrutura de uma comunidade dominante de ofiuróides em um fiorde no leste da Groenlândia.

OBIS Canadá fez duas novas contribuições para o site internacional: Uma pesquisa em andamento alavancada pelo Departamento de Pesca e Oceanos (DFO), que coleta informações fora do esforço de pesca sobre as espécies exploradas comercialmente, e do banco de dados do Programa de Monitoramento da Zona do Atlântico (AZMP). O AZMP é um esforço para aumentar a capacidade do DFO de compreender, descrever e prever o estado dos ecossistemas marinhos no leste canadense, bem como uma investigação do papel da relação predador-presa nas flutuações dos recursos marinhos.

As atualizações para bancos de dados existentes foram disponibilizados por: Programa MIT Sea Grant, Projeto de Geografia Natural de Áreas Costeiras (NAGISA) e do OBIS Canadá. As atualizações são compostas principalmente por melhorias na qualidade dos dados e alterações nas classificações taxonômicas. OBIS espera continuar o forte precedente que foi definido no 1o. trimestre de 2011, e algumas idéias promissoras para novas colaborações e oportunidades de compartilhamento de dados estão se materializando. Em meados de abril, o banco de dados do OBIS abrigava mais do que 30,6 milhões de registros cobrindo 115 mil espécies e 921 conjuntos de dados.

Uma lista de novos e atualizados bancos de dados, incluindo o número de registros e um atalho para um mapa dos registros, está disponível aqui.



Novo gestor para o Nodo Coreano do OBIS
14 de abril de 2011

Infelizmente, o Dr. Youn-Ho Lee não estará mais disponível para gerir as tarefas de gestor do nodo da Coréia, sendo assim ele pediu que Sung-Dae Kim assumisse o seu papel. Youn-Ho disse que teve prazer em trabalhar com a comunidade do OBIS e que continua muito interessado no que ainda acontece no OBIS.
Gostaria de agradecer Youn-Ho pela agradável colaboração no passado, e estou ansioso para continuar a trabalhar em conjunto com o nodo da Coréia, com o Dr. Sung-Dae Kim.



Novo Gestor de Nodo do OBIS
9 de abril de 2011

Don Robertson, que estava no comando do Nodo do Sudoeste do Pacífico do OBIS desde o seu início, deixou o OBIS após sua aposentadoria, o que ocorreu já há algum tempo. Desde então, o nodo do OBIS, com base na Nova Zelândia, não tem sido muito ativo. Isso tudo promete mudar, agora que Kevin Mackay assumirá a responsabilidade sobre o nodo criado por Don. Kevin diz: "Estou feliz por estar a bordo, pois o OBIS é vital para o papel e a responsabilidade da Nova Zelândia na comunidade internacional de biodiversidade e eu estou ansioso para colaborar na rede do OBIS". Por favor, se junte a mim para saudar Kevin.



Oferta de trabalho no AntaBIF
9 de abril de 2011

AntaBIF se baseia e amplia duas redes complementares, ligando-os com outras fontes de dados potenciais. Ele integra SCAR-Marbin, o Nodo da Antártida do OBIS, com a rede de bancos de dados gerenciados pela Divisão Antártica Australiana (DAA). O AntaBIF está procurando por um cientista para ocupar a posição de gestor dos dados do projeto. Os candidatos interessados devem enviar sua respectiva candidatura (em inglês com o currículo) para o promotor do projeto, Hendrik Segers (hendrik.segers@naturalsciences.be), com cópia para Bruno Danis (bruno.danis@naturalsciences.be) antes de 22 de abril de 2011; a seleção dos candidatos ocorrerá durante a primeira quinzena de maio de 2011.

Mais informações estão disponíveis aqui.



O OBIS participa de reuniões do IODE
5 de abril de 2011

O OBIS participou de duas reuniões do Programa Internacional de Dados e Informações Oceanográficos (IODE) da Comissão Oceanográfica Intergovernamental (IOC). As reuniões ocorreram em Liège, Bélgica. A primeira reunião, 21-22 de Março, foi uma conferência científica comemorando o 50 º aniversário do IODE; mais informações sobre esta estão disponíveis na página do IODE na Internet, aqui. A segunda reunião foi a 21 º sessão da Comissão do IOC sobre o IODE, em 23-26 de março. Durante esta reunião, foi discutida a integração do OBIS no IODE. Detalhes da reunião, incluindo todos os documentos de trabalho, estão disponíveis aqui.



Novos dados no OBIS

17 de Março de 2011

O OBIS já completou a sua primeira grande atualização de 2011, somando mais de 315 mil novos registros, distribuídos em 14 conjuntos de dados novos e uma atualização. As adições notáveis ​​incluem cinco novos conjuntos de dados do Oceano Ártico e do Projeto de Biodiversidade do Zooplâncton com dados detalhando levantamento do Mar de Barrents e de Chukchi, um conjunto de dados baseado em rastreamentos oriundos do OBIS Canadá para ajudar a identificar as distribuições de Squaliformes em relação às águas canadenses e americanas, ainda um peixe marinho e de um levantamento de invertebrados no Mar de Beaufort financiado pelo Gabinete de Gestão da Energia dos Oceanos, Regulamento e Aplicação. OBIS também se orgulha de apresentar um imenso banco de dados da SCAR-Marbin detalhando de rastreamento GPS de pingüins Rei do Arquipélago Crozet.

Em nível local, a Estação Marinha da Universidade de Rutgers fêz a primeira contribuição ao OBIS, fornecendo os resultados de uma série de levantamentos com arrasto de portas em torno da proximidade do estuário da Baía Grande, que começou em 1988. Além disso, o OBIS adquiriu uma das maiores coleções de peixes e pós larvas do mundo: A coleção dos peixes de Universidade de Tulane.

Finalmente, o OBIS congratula-se com uma colaboração promissora com o Programa de Financiamento Marinho do MIT, que tem proporcionado uma extensa coleção de estudos de avaliação rápida de organismos marinhos no nordeste dos Estados Unidos. Estes dados são uma excelente opção para a interface de mapeamento do OBIS, abrangendo um vasto leque geográfico, incluindo uma diversidade de espécies nativas e introduzidas.

2011 já iniciou com um forte começo com a expansão do OBIS para mais de 30,6 milhões de registros, 126 mil espécies, e 912 conjuntos de dados.

Para obter uma lista completa dos novos conjuntos de dados, incluindo links para mapas para esses novos conjuntos de dados, clique aqui (em inglês).



OBIS atende NODC

23 de Fevereiro de 2011

O Centro Nacional de Dados Oceanográficos, parte da equipe do NOAA e do OBIS conheceu durante um a reunião de um dia nos gabinetes do NOAA, em Silver Spring, Maryland, durante as discussões sobre uma eventual colaboração. Também estiveram presentes pessoas de BCO-DMO, Universidade de Woods Hole e da pesca do NOAA; sendo que ainda o EUA OBIS participou por teleconferência. Os debates devem resultar em uma contribuição de dados melhor concatenados do NOAA para o OBIS. Também discutimos, sempre que possível, a colaboração em termos de arquivamento dos dados do OBIS pelo NODC, e ainda a melhor maneira de utilizar os dados físicos e químicos disponíveis no Atlas dos Oceanos do Mundo.



O OBIS foi apresentado na reunião do COFI em Roma

5 de Fevereiro de 2011

A vigésima nona sessão do Comitê de Pesca (COFI) da Organização para a Alimentação e a Agricultura foi realizada em Roma de 31 janeiro - 4 fevereiro de 2011. OBIS esteve presente em Roma, com contribuições em diversos eventos paralelos. As apresentações sobre o OBIS faziam parte do programa dos eventos paralelos co-organizados pelo Secretariado da Convenção sobre Diversidade Biológica, do Iniciativa Global sobre a Biodiversidade dos Oceanos e da Centro de Monitoramento da Conservação Mundial, e o evento paralelo organizado pelo Censo da Vida Marinha. Em ambos os casos, as discussões levaram a contatos promissores para outros desenvolvimentos ou disponibilidade de dados para o OBIS. As apresentações de Powepoint usados ​​estão disponíveis se você quiser usá-los para suas próprias apresentações.



Novos dados e bancos de dados

13 de Janeiro de 2011

O ano de 2010 terminou com uma grande marca para o OBIS, com a adição de mais de 318.000 registros, de 13 novos conjuntos de dados e ainda 8 atualizações. As adições em destaque incluem:

-4 novos bancos de dados do ArcOD/AOOS detalhando a dinâmica de zooplâncton nos mares de Beaufort e teias tróficas na plataforma Ártica;

-Um novo banco de dados do SCAR-MarBIN contendo informações de localização obtidas por localizadores via satélite em predadores marinhos ao redor da Geórgia do Sul;

Além disso, o OBIS Japão fez a sua primeira participação com um banco de dados contendo um conjunto diversificado de amostras coletadas por navios e submarinos da Agência Japonesa de Ciência e Tecnologia Marinha e Terrestre. O OBIS também incorporo um grande banco de dados de observações de peixes do Instituto Sueco de Investigação Costeira e de Pesca. O conjunto inclui mais de 100.000 registros de ocorrência de mais de 200 táxons na região do Báltico. As atualizações de dados existentes foram contribuídos por OBIS Brasil, Nagisa, IcCoMM e EurOBIS.

No encerramento de 2010, o banco de dados OBIS contém 30 milhões e 300 mil registros abrangendo 898 conjuntos de dados, incluindo 120.000 espécies.



Novos registros em Novembro

03 de dezembro de 2010

Novembro chegou ao fim com o OBIS acrescentando 16 novos bancos de dados e 6 atualizações. Algumas adições notáveis incluem:

- 4 novos bancos de dados do Ramo Biogeográfico da NOAA, caracterizando espacialmente corais e esponjas no Caribe e Golfo do México;

- 5 atualizações do eurOBIS detalhando a distribuição de tartarugas marinhas, moluscos e espécies marinhas em geral de águas do Reino Unido;

- uma grande atualização de 1,4 milhões de registros oriundos do PANGAEA, um arquivo global para dados marinhos georeferenciados hospedado pelo Centro de Ciências do Meio Ambiente Marinho em Bremen, Alemanha;

- O SCARMARBIN contribuiu também com 5 novos bancos de dados provendo novidades sobre as características da dispersão e troca gênica entre as espécies de invertebrados na Antártica;

- o ArcOD disponibilizou um abrangente arquivo de dados de registros de zoo e fitoplâncton antárticos da Baía de Froshier e um detalhado catálogo de peixes marinhos depositados em museus.

O OBIS também obteve um detalhado mapa de distribuição de dinoflagelados que causam blooms de algas nocivas no Mar Mediterrâneo. Estes dados foram obtidos por busca em literatura e providos ao OBIS pelo Laboratório de Ecologia do Plâncton e Evolução de Nápoles, Itália.

Aproximadamente um mês após a conclusão do Censo da Vida Marinha, falta para o OBIS agora apenas 12.000 registros para as 30 milhões de ocorrências, tendo expandindo para 887 bancos de dados com 118.000 espécies e 31.000 gêneros.



Novos dados do OBIS e bancos de dados

06 de outubro de 2010

  • Setembro chegou ao fim com o OBIS acumulando 24 novos bancos de dados e 8 atualizações. Algumas adições notáveis foram incluídas: • 3 novos bancos de dados oriundos do ramo de biogeografia (Biogeography Branch) do NOAA caracterizando espacialmente as espécies caribenhas de peixes. • 10 novos bancos de dados do Euro-OBIS detalhando estressores antropogênicos sobre algas e invertebrados que vivem perto de costões rochosos. • 5 bancos de dados do AADC descrevendo a estrutura da população de Krill na região da Baía de Prydz na Antártica. • O ESPOBIS contribuiu com 3 novos bancos de dados: - um censo de copépodes encontrados na zona de ressurgência do norte e centro do Chile. - um banco de dados dos eufausiáceos dominantes em todas as zonas de pesca do sudeste do Chile. - um banco de dados dos peixes de águas profundas coletados no nordeste do Chile durante o El Niño de 1983-84. As atualizações de setembro foram contribuições do OBIS-EUA, NaGISA, AIMS, AADC, SEAMAP, da Revisão da Conservação da Natureza Marinha e do Sistema de Informações Taxonômicas para Área Costeira da Bélgica. O OBIS também obteve os dados da Coleção Nacional de Cultura de Algas da Austrália, da divisão de pesquisas marinhas e atmosférica da CSIRO. Essa grande coleção é composta por mais de 1000 cepas de mais do que 300 espécies de microalgas, muitas das quais georeferenciadas e visíveis via OBIS. Como o Censo da Vida Marinha concluiu, o OBIS se expandiu para um total de 28,4 milhões de registros em 874 bancos de dados para 25000 gêneros marinhos.

    .


Lançamento iminente do novo site do OBIS

21 de setembro de 2010

  • OBIS está quebrando uma tradição. Ao invés de ser adiado, o novo Sítio será lançado mais cedo do que o anunciado. Será na segunda-feira, 27 de setembro, como preparação para os Eventos de Londres do Censo da Vida Marinha. Visite o novo site em aqui. Seus comentários continuam sendo muito bem-vindos.

    Acesso ao antigo Sítio em aqui.

    .


Novos Registros no OBIS

2 de agosto de 2010

  • O OBIS foi atualizado neste mês com 34 novos bancos de dados e com adições em outros 7 bancos de dados. Assim, tivemos como novos bancos de dados: 23 no projeto OBIS SEA MAP, 8 no projeto MARMAP pelo Nodo OBIS EUA, 2 no projeto TOPP, que incluem peixes e dados de telemetria, 1 da Venezuela e uma lista de peixes do projeto NODC para ZEE do Havaí que remonta até os idos de 1750.

    As adições neste mês são para os Invertebrados do Smithsonian Institute, OBIS do Canadá, NaGISA e CMarZ da Ásia.

    Os pesquisadores do projeto POST também fizeram um grande esforço para associar de modo preciso os registros entre etiquetas e receptores eletrônicos para todos os sinais de presença, o que resultou na identificação de grande número de registros duplicados no banco de dados. Assim, o número total de registros do POST diminui após esse controle de qualidade.

    Assim neste mês chegamos aos 27.7 milhões de registros em 849 bancos de dados.


Torna-se disponível o protótipo do sítio do OBIS

30 de agosto de 2010

  • Já há algum tempo, o secretariado do OBIS tem trabalhado para atualizar a infraestrutura de TI. As análises e mapas gerados a partir de dados do OBIS não são mais baseados no banco de dados original,o Oracle, mas sim de um banco de dados paralelo criado no PostgreSQ. Esse banco de dados será também a base de uma nova interface de busca desenvolvida utilizando GeoServer e OpenLayers, em colaboração com a equipe do GeoServer. A estática 'Sobre' páginas será substituído por uma série de páginas geridas de um CMS, o Drupal. O novo sítio viverá, pelo menos por enquanto, na Amazon EC2 aqui.

    . Muito obrigado a todos aqueles que colaboraramm neste exercício: o Laboratório Geoespacial de Ecologia Marinha (MGEL), da Universidade Duke, em especial a Ei Fujioka que criou a interface de busca. Julio Castillo e Eduardo Klein, da Universidade Simón Bolívar, na Venezuela; Julio e Donnely Ben (MGEL) que criaram o site Drupal.

    Tenha um tempo para visitar o novo site em aqui.

    . Seus comentários são muito bem-vindos.


Novas contribuições de Projetos do Censo da Vida Marinha e Mais...

9 de Junho de 2010

  • Há muitas atualizações neste mês, com a adição em 44 novos bancos de dados e mais de 150.000 novos registros, perfazendo um total de 27.7 milhões de registros em 817 bancos de dados. O grande número de contribuições é oriundo de Projetos do Censo da Vida Marinha:

    • ChEss adicionou mais de 1.400 registros.
      COMARGE adicionou um novo banco de dados com 4.040 registros.
      MAR-ECO trocou um antigo banco de dados por outros 4 novos, incluindo mais de 1.6000 novos registros.
      FMAP adicionou um novo banco de dados.
      HMAP adicionou mais de 58.000 novos registros.
      ICoMM atualizou seus dados.
      NaGISA adicionou mais de 10.000 registros.
      POST adicionou cerca de 25.000 registros.
      Scar-MarBIN (parte do CAML) adicionou 36 novos bancos de dados, que incluíram 172.358 registros.
      CenSeam atualizou seu banco de dados.

      Nós também tivemos uma atualização dos Registros Contínuos do Plâncton, do SAHFOS, sendo adicionandos cerca de 440.000 registros e 4 novos bancos de dados do Nodo Regional dos EUA.


    Mais de 6 milhões de registros em 30 novos bancos de dados

    15 de abril de 2010

    • Novo lote de dados foi adicionando no OBIS neste mês, mais de 6 milhões, o que já soma mais de 27,5 milhões de registros. As atualizações incluem os dados do ArcOD, Laboratório Bigelow, ECOCEAN Baleias & Tubarões e EurOBIS. Os novos registros são procedentes da Baía Penebscot (Laboratório Bigelow), 7 bancos de dados do projeto CRED da NOAA como parte do US OBIS, 15 bancos de dados do ArcOD e 7 novos bancos de dados do EurOBIS, o que representa mais de 5.35 milhões de registros do ICES.


    Primeira disponibilização de registros em 2010

    08 de março de 2010

    • O OBIS foi atualizado neste mês com mais de 160 mil registros. Registros novos e atualizações são provenientes do OBIS-SEAMAP, OBIS EUA, do Laboratório Bigelow de Ciências Marinha e o primeiro conjunto de dados do RON das Filipinas com registros sobre lagostins.


    Ultimo dia de trabalho de Bill Stafford e nova ferramenta no Portal iOBIS

    08 de janeiro de 2010

    • Bill Stafford, Gerente de TI (Tecnologia da Informação), está saindo do projeto OBIS depois de mais de 3 anos. Bill foi o responsável pela manutenção do Portal OBIS e assegurou com que a TI, por trás do OBIS, fosse capaz de manter visível a ocorrência dos registros dos táxons com números sempre crescentes. Ele foi responsável por vários serviços através do Portal e nós sentiremos bastante a sua falta. Felizmente Bill concordou em seguir colaborando como consultor, quando algo não estiver funcionando ou quando alguém do quadro atual do Secretariado do OBIS não for capaz de realizar alguma tarefa. Nessa semana Bill foi capaz de implementar um novo serviço. Agora é possível descarregar o resultado de busca no formato de arquivo KML (Keyhole Markup Language ou linguagem de marcação de Keyhole) estando o aplicativo Google Earth instalado no computador (o que deve ser verdadeiro para muitos usuários). Ao optar por "download as KML file" é possível visualizar a ocorrência de um táxon resultante da sua pesquisa e resumida como o número de observações para um quadrado. Abaixo temos uma visão gráfica da ocorrência de Centropages typicus; você mesmo poderá criar esse mapa - ou mapas para quaisquer outras espécie com registros no OBIS - visitando o Portal; aqui você visualizará o mapa de ocorrência de C. typicus.


    Última Atualização de Registros em 2009

    24 de dezembro de 2009

    • Adicionamos um quarto de milhão de registros nesta última atualização do ano, perfazendo nesta data 22,1 milhões de registros visíveis no OBIS. A maioria dos novos registros é proveniente do Nodo Regional no Brasil e totalizando 12 novos bancos de dados. Quatro novos bancos de dados são também contribuições do EurOBIS e um banco de dados, respectivamente, do AfrOBIS e AADC. Agradecemos para todos que contribuíram para que 5,4 milhões de novos registros fossem adicionados no OBIS em 2009. O gráfico abaixo mostra o crescimento do número total de registros ao longo da história do OBIS. Esperamos que, com a colaboração dos nossos usuários e dos nossos contribuintes de dados, poderemos manter o incremento dos últimos anos. Desejamos para todos um feliz 2010!


    Novo artigo com base em dados do OBIS

    14 de dezembro de 2009

    • Hoje, foi publicado um documento sobre o uso de dados do OBIS como uma fonte de registros pesqueiros. O artigo de Daniel Ricard, Robert M. Branton, Donald W. Clark, e Hurley Pedro,Extraíndo índices de levantamentos de peixes demersais do Sistema de Informações Biogeográficas do Oceno (OBIS): um exemplo de Pesca e dos Mares do Canadá;está disponível a partir ICES Journal of Marine Science(site,aqui).



    Concluída reunião de Estratégias do OBIS em Oostende, Bélgica

    20 de novembro de 2009

    • Após a 8ª Reunião do Comitê de Gestores do OBIS, foi organizada a reunião de Estratégias do OBIS, em Oostende, na Bélgica, de 18 a 20 de Novembro. Como a Reunião dos Gestores, esta reunião foi organizada e, em grande parte, patrocinada pelo programa International Oceanographic Data and Information Exchange (IODE)(site,aqui). A reunião foi organizada para elaborar um plano de trabalho científico para o OBIS, e harmonizar as prioridades OBIS com as do IODE e do COI. Uma das principais questões a serem tratadas agora para o OBIS é assegurar a continuação do financiamento. Durante a reunião, foram elaboradas propostas para um conjunto de planos conceituais de trabalho. Todos os planos de trabalho abordaram questões de relevância para a sociedade, na qual os dados OBIS podem ser utilizados.



    Concluída a 8 ª Reunião do Comitê de Gestores dos Nodos Regionais (RON) do OBIS, em Oostende, Bélgica

    17 de novembro de 2009

    • O Comitê de Gestores do OBIS realizou a sua 8 ªReunião em Oostende, na Bélgica, 16 a 17 de Novembro. A reunião foi organizada pela International Oceanographic Data and Information Exchange (IODE))(site,aqui), programa da Comissão Oceanográfica Intergovernamental (IOC) da UNESCO)(site,aqui), e esse encontro só foi possível graças ao apoio do IODE, pois o IODE foi não só a entidade anfitriã, mas também forneceu os recurso de viagem para a maioria dos participantes. A maioria dos RONs do OBIS estiveram presentes, vários especialistas do IODE também se juntaram ao encontro. A agenda da reunião incluiu o relatório normal do Secretariado Internacional do OBIS e dos Nodos Regionais, e o planejamento conjunto de trabalhos da rede OBIS. As partes mais significativas da reunião foram discutir as implicações da recente incorporação ao IOC e sugestões para a Reunião de Estratégias que se seguiria na mesma semana.Maiores informações e documentos de trabalho estão disponíveis no site da reunião(site,aqui).



    Publicada edição especial sobre Biodiversidade Informática

    13 de novembro de 2009

    • Foi publicada uma edição especial da revista Bioinformatics BMC(site,aqui), que trata especificamente da Biodiversidade Informática. A edição especial está disponível aqui.O volume foi parcialmente patrocinado pela Enciclopédia da Vida(site,aqui).



    A contagem de registros do OBIS está agora em 21,9 milhões

    28 de outubro de 2009

    • O OBIS atingiu 21,9 milhões de registros com a adição de mais de 1,5 milhões de novos registros de ICoMM. Outras novas contribuições deste mês são 5 novos bancos de dados (incluindo MBARI, MARMAP e SEAMAP-Atlântico Sul) a partir do OBIS RON dos EUA; uma atualização a partir de CMarZ, e novos dados de CMarZ Ásia).



    Simpósio de Ciência do GBIF

    7 de outubro de 2009

    • O Global Biodiversity Information Facility organizou seu 7º Simpósio Anual de Ciências,(resumo do encontro,aqui),em conjunto com o 16º Conselho de Administração(site,aqui).O tema do simpósio foi Biodiversidade marinha e mudanças climáticas .Edward Vanden Berghe fez uma apresentação sobre o OBIS;a apresentação em powerpoint está disponível para download,aqui.(8 MB, ppt).



    Termina a reunião do Conselho Administrativo do GBIF

    8 de outubro de 2009

    • Terminou hoje o 16º Conselho Administrativo da Global Biodiversity Information Facility (site, aqui).Daphne Fautin, chefe da delegação do OBIS e Edward Vanden Berghe, diretor do Nodo GBIF para o OBIS, participaram da reunião. Daphne teve participação ativa no Comitê Científico do GBIF por dois mandatos e, portanto, não poderia ser reeleita. Ela fez um trabalho maravilhoso representando a comunidade marinha na comissão de ciência do GBIF, e merece o nosso sincero agradecimento por isso.



    OceanOBS’90 termina

    26 de setembro de 2009

    • Terminou ontém em Veneza o encontro OceanObs’90, com a adoção de uma Declaração da Conferência. A redação final da declaração está aberta para comentários no web site da conferência aqui, até 4 de outubro de 2009. Os Papéis Brancos desta Comunidade, que foram apresentados, serão agrupados e disponibilizados como uma publicação da Agência Espacial Européia. Os rascunhos finais estarão disponíveis em 31 de outubro. Por favor, reservem um tempo para checarem a CWP no OBIS aqui; quaisquer comentários enviados até 15 de outubro serão incluídos na versão final. Foi gratificante ver que vários oradores do plenário referiram-se ao OBIS de forma muito positiva , e ver o OBIS sendo mencionado como um exemplo a ser seguido.



    OBIS excede 20 milhões de registros

    25 de setembro de 2009

    • As contribuições são referentes a um número de atualizações dos RONS da Argentina, África e Canadá assim como do NOAA-NBI, AADC e NaGISA. AIMS também contribuiu com um número de atualizações com 12 novos bancos de dados incluindo 3 do Projeto CReefs. OBIS-SEAMAP contribuiu aproxidamente com 100.000 registros de 20 novos bancos de dados e a maior contribuição veio do NOAA's SEFSC Longline Data com mais de 683.000 registros de 2 novos bancos de dados.



    Novos dados disponíveis no site do OBIS

    22 de Julho de 2009

    • Mais de 220.000 registros foram adicionados este mês ao OBIS, o que inclui 17 novos bancos de dados e 6 atualizações. ArcOD/AOOS apresentaram 12 novos bancos de dados, contribuindo com mais de 50.000 registros. Nós também temos um novo banco de dados do AADC; 127.00 novos registros do CMarZ; 3 bancos de dados do DanBIF (um novo provedor); uma atualização do banco de dados ICoMM’S micróbios; e um novo banco de dados do Caribe adicionado pela Universidade Simon Bolívar, Museo de Ciencias Naturales (MCN-USB).



    Lançamento da nova versão do site do OBIS

    14 de Julho de 2009

    • A nova versão inclui: melhor formatação e layout da página principal, links para WoRMS, EOL, SpeciesIdentification.org e DiscoverLife na página de informações sobre as espécies e melhor desempenho para pesquisas do nome científico.



    OBIS representado no GEO BON

    25 de Junho de 2009

      GEO,(site aqui). o Grupo de Observação da Terra, está desenvolvendo uma Rede de Observação da Biodiversidade, GEO BON (site aqui). A primeira reunião formal do Comité Diretor da GEO BON teve lugar em Genebra, em 22 e 23 de Junho de 2009. OBIS e CoML foram representados por Carlo Heip e Edward Vanden Berghe. Esperamos que a comunidade marinha desempenhe um importante papel nesta rede de observação, que promete tornar-se um dos instrumentos mais importantes para que os governos possam obter acesso a informações sobre o ambiente, e sobre o estado da biodiversidade.



    OBIS foi adotado como um programa da IOC, dentro do IODE

    25 de Junho de 2009

    • OBIS foi agora formalmente aceito como um programa da IOC (Comissão Oceanográfica Intergovernamental) no âmbito do seu programa IODE (Intercâmbio de Dados Oceanográficos Intergovernamentais). A resolução foi aprovada pela Assembléia Geral do IOC durante sua mais recente reunião em Paris, 16-25 de Junho de 2009. Mais informações sobre a resolução está disponível no site IODE (IODE,aqui). Nossos agradecimentos a Geoff Holanda, que elaborou o plano de negócios descrevendo a possível colaboração do IOC e OBIS, que foi a base sobre a qual a decisão da COI foi tomada. Nossos agradecimentos também (de novo!) à Fundação Sloan, que disponibilizou recursos para a elaboração deste plano executivo e para outras atividades conducentes à adoção do OBIS pela IOC.



    Novos dados disponíveis no OBIS

    06 de junho de 2009

    • Estamos agora com mais de 19,1 milhões de registros! A maior contribuição deste mês vem da NOAA do Centro Nordeste de Ciências da Pesca, com mais de 460.000 registos. Outros novos dados incluem os Peixes Costeiros do Pacífico Oriental Tropical; um registro histórico de esponjas, briozoários e ascídias da Costa do Maine, 8 bancos de dados a partir do Centro de Dados Antárctico Australiano e atualizações do Programa de Monitoramento Ambiental e de Busca do EPA (EMAP) e ECOCEAN Baleias e Tubarões.



    Representação do OBIS no Congresso e-Biosfera

    01 à 03 de junho de 2009

    • O Congresso Internacional e-Biosphere 09, sobre Biodiversidade e Informática, reuniu um excepcional leque de oradores e participantes para destacar as realizações em Biodiversidade e Informática no dias de hoje e para discutir estratégias para o futuro. A Conferência foi concebida como uma reunião para os investigadores e utilizadores de dados da biodiversidade, tais como: fornecedores de conteúdos em áreas como a taxonomia, genética, e ecologia; conteúdos agregadores, para os legisladores; desenvolvedores de bancos de dados sobre, softwares e padrões de uso e usuários de diversas áreas, tais como a conservação, utilização dos solos, agricultura e desenvolvimento sustentável. Além de uma série de apresentações na sala principal da conferência, houve a possibilidade de introdução de projetos através de cartazes e apresentações em quiosques temáticos em uma "alameda de demonstrações". O OBIS teve sua participação num quiosque, juntamente com vários parceiros associados com o GBIF e os Nodos Nacionais. Um sincero agradecimento ao GBIF por tornar isto possível, e por fornecer financiamento para permitir com que Fabio Lang da Silveira pudesse participar do congresso. Acima,uma imagem do Fabio juntamente com Daphne Fautin, supervisionando o quiosque do OBIS.Para ver os cartazes apresentados ver -aqui,-aqui,-e aqui.



    Novo dados disponíveis no OBIS

    24 de abril de 2009

    • Neste mês mais de 1,5 milhões de registros, em 115 novos bancos de dados, foram adicionados ao OBIS, totalizando mais de 18,5 milhões de registros em 633 bancos de dados agora visíveis. A maioria das contribuições foram a partir do EurOBIS e incluem o desmembramento do banco de dados Manuela em 69 bancos de dados com um total de 101.170 registros; 735.831 registros do ICES; mais de 280.000 registros a partir de 20 grandes bancos de dados do LargeNet; e mais de 545.000 registros a partir dos 20 novos e 13 bancos de dados existentes. Outros bancos de dados neste mês são do novo provider IBSS e do AADC e AfrOBIS. Neste mês também atualizamos os registros do FishBase eliminando os registros das espécies de água doce.



    Fred Grassle recebe o Prêmio Franklin

    23 de abril de 2009

    • Em 23 de abril de 2009, Fred Grassle esteve entre as oito pessoas que receberam um dos mais prestigiados prêmios anuais realizados pelo Instituto Franklin, em Filadélfia, E.U.A.. A Medalha 2009 Benjamin Franklin Terra e Ciência Ambiental foi apresentada numa noite de cerimônias e que foi o ponto culminante de uma semana de simpósios especiais e eventos comemorativos. Na citação que acompanha o prêmio de Fred foi mencionado com destaque os trabalhos desenvolvidos no Censo da Vida Marinha e no OBIS. Os outros agraciados foram: Sandra M. Faber, com o Prêmio Bower e de Realização em Ciência - O Cosmos; T. Boone Pickens, Prêmio Bower de Liderança Empresarial; George M. Whitesides, com a Medalha Franklin de Química; Ruzena Bajcsy, com a Medalha Benjamin Franklin de Computação e Ciência Cognitiva; M. Lofti Zadeh, com a Medalha Benjamin Franklin em Engenharia Elétrica; Richard J. Robbins, com a Medalha Benjamin Franklin em Engenharia; Stephen Benkovic, com a Medalha Benjamin Franklin de Ciências da Vida. O referendador de Fred para a adjudicação foi James M. Baker, da The William Clinton Foundation, Nova Iorque, que é também o atual Presidente do Comitê Consultivo do OBIS. Os oradores no colóquio "Deep-Sea Ocean Floor Gás Vents", que foram patrocinados pelo Instituto Franklin e Universidade Temple, foram Richard A. Lutz, Cindy L. Van Dover, Costantino Vetriani, e Fred Grassle.



    Reunião do Conselho de Governo na Universidade Rutgers

    21 de abril de 2009

    • Ontém e hoje, o Conselho de Governo do OBIS se reuniu na Universidade Rutgers, New Brunswick, NJ, EUA. Os membros presentes foram o Presidente Chair D. Jim Baker (Clinton Foundation e ex-NOAA), Serge Garcia (ex-FAO), Patricio Bernal (IOC, infelizmente não pode estar presente, mas houve uma conferência de voz durante a reunião), Dan Laffoley (IUCN), Vishwas Chavan (GBIF), Fred Grassle (pesquisador responsável pelo auxílio da Sloan Foundation), Fabio Lang da Silveira (Presidente do Comitê de Gestores do OBIS) e Edward Vanden Berghe (Diretor Executivo do OBIS). O principal ponto da agenda foi a possível adoção do OBIS pela Comissão Oceanográfica Internacional (IOC) da UNESCO. Dada a relevância do tema foram convidados dois observadores: Cisco Werner, Diretor do Institute of Marine and Coastal Sciences (IMCS) representando a Universidade Rutgers e que abriga o Secretariado Internacional do OBIS; Geoff Holand, um consultor contratado pela IOC e que apresentou um Plano Executivo contemplando várias abordagens alternativas para colaboração entre IOC e OBIS. Este plano executivo embasa as negociações com IOC e será apresentado durante a Assembléia Geral da IOC, junho próximo em Paris.



    Importante novo parceiro: ICES

    19 de março de 2009

    • ICES, o Conselho Internacional para a Exploração do Mar, é uma das mais antigas organizações de ciências marinhas, estando situado em Copenhagen, na Dinamarca, e uma das suas principais tarefas é a de assessorar os governos europeus em matéria de pesca e estado geral dos mares. OBIS está há muito tempo envolvido nas atividades do ICES. Agora ICES faz parte da extensa lista de dados disponíveis para publicações através do EurOBIS e OBIS. Os dados provenientes do ICES já são visíveis no EurOBIS, e em breve estarão disponíveis no portal internacional do iOBIS. Veja o item notíciaaqui no site do ICES aqui.



    Novos dados disponíveis

    3 de março de 2009

    • O OBIS alcançou 17 milhões de registros através dos 318.961 novos registros adicionados esse mês. Esses registros são de 14 novos bancos de dados, 6 novas substituições (para dois bancos de dados antigos) e 3 atualizações de contribuições do Eurobis, AADC, OZCAM , ICoMM e Afrobis. Nós também temos os primeiros novos bancos de dados provenientes dos projetos ECOCEAN e CoML TOPP.



    Ferramentas desenvolvidas para fazer o download e analisar dados do OBIS

    10 de fevereiro de 2009

    • Ferramentas de Ecologia Geoespacial (sigla em inglês MGET), desenvolvidas pela Universidade de Duke, é uma fonte aberta de ferramentas de geoprocessamento projetada para pesquisadores das áreas costeiras e oceânicas. MGET inclui uma ferramenta que permite aos usuários do OBIS extrair registros de ocorrência de espécies diretamente do ArcGIS, para análise e visualização. Usando o protocolo de comunicação do DiGIR, a ferramenta consulta o servidor do OBIS na Universidade de Rutgers, baixando os registros em formato XML, e transcrevendo-os como pontos de georreferenciamento no formato ArcGIS. O usuário pode especificar um filtro de saída para a consulta que permita obter padrões desejados como localização, táxons, períodos de tempo,organizações contribuintes, e assim por diante.A ferramenta pode ser também usada com outros servidores que suportam o DiGIR. Um exemplo detalhado pode ser encontrado aqui.

      MGET também inclui ferramentas de análise que podem ser aplicadas aos registros baixados do OBIS. Na reunião do Censo da Vida Marinha, em fevereiro de 2009, a equipe de desenvolvimento do MGET apresentou dois exemplos de aplicações. O primeiro exemplo demonstrou como visualizar a diversidade de cetáceos ao largo da costa leste dos Estados Unidos pelo Índice de Diversidade de Shannon, calculado para cada célula de uma rede primária dos pontos de cetáceos baixados do OBIS.Os resultados sugerem que a plataforma continental é uma região importante para a diversidade dos cetáceos.Um exemplo detalhado pode ser encontrado aqui.

      O segundo exemplo demonstrou como criar um mapa de distribuição para os golfinhos manchados do Atlântico (Stenella frontalis) usando pontos do OBIS e imagens por sensoriamento remoto de temperatura da superfície marinha, densidade de clorofila, e batimetria baixados a partir do NOAA e NASA. Usando as ferramentas do MGET, os apresentadores casaram os pontos com as imagens oceanográficas segundo as datas, sobrepuseram os pontos às imagens, extraindo os valores das imagens para os pontos e fixando um modelo estatístico que estima a probabilidade da presença dos golfinhos através das condições oceanográficas. Os apresentadores avaliaram o desempenho do modelo utilizando análise de curvas de receiver operating characteristic (ROC) e como criar um mapa binário de intervalo, aplicando o modelo estatístico de cada pixel em cada imagem oceanográfica. Este procedimento classifica cada pixel como “habitat” ou “não habitat”, gerando um resumo simples, mas efetivo, da suscetibilidade de encontro do golfinho manchado do Atlântico.Um exemplo detalhado pode ser encontrado aqui.

      Esses representam apenas duas análises, de muitos tipos, que podem ser feitas com MGET e os dados do OBIS. Para se obter mais idéias sobre como essas ferramentas podem ser aplicadas na sua pesquisa, por favor, entre em contato com as equipes do MGET e OBIS em:mget-help@nicholas.duke.edu e help@iobis.org .



    Novos dados disponíveis no Portal

    19 de dezembro de 2008

    • OBIS atingiu 16,7 milhões de registros hoje. Desde a última atualização em outubro, já foram adicionados mais de 600 mil novos registros de 61 novos bancos de dados. Estas adições são de SCAR-MarBIN, AADC, OBIS SEA-MAP, Tropical and Subtropical Western South Atlantic OBIS, COMARGE e University of Costa Rica. Além disso tivemos atualizações de bancos já existentes como NaGISA, HMAP, Hexacorallia, SCAR-MarBIN, AADC e WSAOBIS. Encerrando o ano, acrescentamos três milhões de registros em 263 bancos de dados.



    Workshop conjunto do IODE-OBIS

    27 de novembro de 2008

    • O OBIS foi capaz de se desenvolver no que é hoje graças ao auxílio generoso da Fundação Sloan. Mas com a chegada de 2010 e o final do censo da Vida Marinha como tal, o OBIS terá que ter outra forma de continuidade. Uma das possibilidades que tem sido discutidas, já faz algum tempo, é a de que o OBIS venha ser abrigado pela Comissão Oceanográfica Intergovernamental (IOC) como um de seus programas. Para sondar essa possibilidade foi realizada uma reunião com representantes do OBIS e GBIF por um lado e representantes do programa de Informação e dados Oceanográficos Internacional (IODE) do IOC do outro lado. IODE é a divisão de dados do IOC. Foi criada uma estratégia provável para assegurar o futuro do OBIS no IOC e redigido um documento a respeito. O documento ainda será mais discutido no Conselho de Governo do OBIS, e pelos comitês do IODE e IOC. Uma decisão final dependerá de apoio governamental expresso durante reunião da Assembléia Geral do IOC planejada para junho de 2009 em Paris.



    Presença do OBIS na Conferência Mundial da Biodiversidade Marinha

    14 de novembro de 2008

    • A Conferência, organizada pela Rede de Excelência em 'Biodiversidade Marinha e Funcionamento dos Ecossistemas da União Européia (MarBEF)' em Valência, Espanha, terminou em 14/11/2008. A conferência foi um grande sucesso – graças às inúmeras boas apresentações e também a infraestrutura da fantástica Cidade das Ciências, local do encontro. O Censo da Vida Marinha se fez representar por inúmeros de seus cientistas. Duas apresentações foram sobre o OBIS: uma delas foi uma introdução geral por Fred Grassle; e outra, sobre controle de qualidade dos dados e o seu efeito sobre as análises por Edward Vanden Berghe.



    Novos registros disponíveis através do Portal OBIS

    14 de outubro de 2008

    • Hoje, uma nova versão do OBIS foi disponibilizada no Portal. Vinte e dois bancos de dados foram atualizados, sendo que outros seis são novos. O número total de registros acrescentados é de 2.200.000, com 1.800.000 novos. A maioria dos registros novos é oriunda do projeto Aves Marinhas Européias no Mar, através do OBIS SEAMAP, e das coleções do Smithsonian Institution. Também estamos muito felizes em ver um primeiro conjunto de dados do Nodo regional da Coréia. O número total de registros agora é de 16 milhões.



    A Fundação Sloan prorroga apoio ao OBIS até Dezembro de 2010

    8 de outubro de 2008

    • A Fundação Sloan, generosamente, manterá seu apoio ao Obis durante a vigência do Censo da Vida Marinha até dezembro de 2010. Estamos muito gratos por esse apoio, o que será uma base sólida para a continuação das atividades do OBIS e para apoiar as atividades da Sínteses do Censo da Vida Marinha.



    9ª Conferência Nacional de Ciências, Legislação e Meio Ambiente: Biodiversidade em um Mundo de Mudanças Rápidas.

    5 de outubro de 2008

    • O Conselho Nacional para Ciências e Meio Ambiente (NCSE) organizará a 9ª Conferência Nacional de Ciência, Legislação e Meio Ambiente: Biodiversidade em um Mundo de Mudanças Rápidas. Essa conferência interativa acontecerá entre os dias 8 e 10 de dezembro de 2008 em Washington, DC, com o objetivo de desenvolver novas estratégias de biodiversidade no contexto do Século 21. Planeje-se para fazer parte das discussões com funcionários do governo, cientistas, empresários e ONGS. Para maiores informações visite o site: www.ncseonline.org/conference/biodiversity.



    Dados antigos são reorganizados e novos dados no portal OBIS

    9 de setembro 2008

    • Dois bancos de dados que estavam disponíveis no OBIS, por algum tempo, foram reorganizados. O banco de dados OBIS SEAMAP é uma compilação de 210 bancos de dados individuais, que estavam visíveis no site do Obis como um único conjunto de dados. Este banco de dados está agora dividido em seus componentes de dados, incluindo os metadados separados.

      Dois bancos de dados disponibilizados pelo AfrOBIS, MCM Pesca com Linha e MCM Demersais, foram disponibilizados no OBIS como séries separadas de dados; eles foram divididos em bancos de dados separados, para cada ano, para facilitar a inserção dos dados no portal internacional. Dados individuais já foram reestruturados em dois bancos de dados principais.

      Vários bancos de dados existentes foram novamente inseridos, depois de trabalhar com os provedores para melhorar a qualidade dos dados. Em vários casos, há novos registros nos bancos de dados já existentes. Dos 12 bancos de dados existentes da Argentina, seis foram atualizados, resultando em um aumento de 117.281 para 184.781 registros.

      Finalmente, há uma boa quantidade de novos dados que são agora publicados no nosso Portal.

      18 bancos de dados do ArcOD, com um total de cerca de 65.000 registros.
      4 novos bancos de dados do Brasil, com um total de 8.000 registros.

      Isto eleva o número total de registros publicados no Portal iOBIS para 14.190.391, em 437 bancos de dados.



    Novos dados disponíveis no portal OBIS

    14 de Julho de 2008

    • Cinco novos bancos de dados estão agora disponíveis no portal internacional do OBIS:

      Florescimento de Algas Nocivas (HAB), 3409 registros.
      Espécies Bentônicas da Nova Caledonia, 55330 registros.
      Corais de Águas Frias, 6553 registros.
      Biodiversidade Entremarés do Golfo de Maine, 255 registros.
      Levantamento aéreo dos predadores de níveis tróficos superiores no Banco Platts,Golfo de Maine,961 registros.




    WoRMS em notícia

    4 de Julho de 2008

    • O comunicado à imprensa, após o workshop do WoRMS, foi um sucesso , com repercussão em vários setores da mídia. O comunicado resultou em pelo menos 21 relatórios, em 9 línguas, distribuídos em 14 redes de notícias, que já foram capturados por mais de 275 sites de mídia ao longo de 27 países. Mais detalhes, e alguns dos relatórios, estão disponíveis no web site do Census.



    Novo gerente do portal se une à equipe do iOBIS

    1 de Julho de 2008

    • Hassan Moustahfid, anteriormente do Departamento da Pesca do NOAA, juntou-se à equipe do secretariado OBIS como novo gerente de portais. Ele assumirá as tarefas de Phoebe Zhang . Hassan tem plena experiência em gestão e análises de dados, e na modelagem de ecossistemas para pesca. Suas habilidades são uma grande contribuição aos conhecimentos técnicos atualmente disponíveis no iOBIS. Estamos ansiosos para trabalharmos com Hassan.



    O Workshop dos Editores Taxonômicos do WoRMS realizou-se em Oostende, Bélgica

    22 de Junho 2008

    • Marcando a inauguração oficial do Registrador Mundial das Espécies Marinhas (World Register of Marine Species), cerca de 55 pesquisadores de 17 países reuniram-se em Oostende, Bélgica entre 20 e 21 de junho para planejar sua conclusão. A liderança dos peritos do Registrador estimam que cerca de 230.000 espécies marinhas tornaram-se conhecidas pela ciência. Eles também acreditam que existam três vezes mais espécies marinhas desconhecidas (sem nome) do que conhecidas, do total na Terra que poderia ultrapassar 1 milhão. O Registrador, iniciado pelo Nodo Europeu do OBIS, logo se tornará uma lista de referência taxonômica oficial para o OBIS.



    Novos dados disponíveis através do portal iOBIS

    19 de Maio de 2008

    • Sete novos banco de dados foram disponibilizados no portal iOBIS hoje:

      WA Museu Ningaloo Mollusca banco de dados (via OBIS Austrália), 766 registros.
      WA Museu Ningaloo Crustacea banco de dados (via OBIS Austrália), 918 registros.
      WA Museu Ningaloo Zoologia de Invertebrados Marinhos banco de dados (via OBIS Austrália), 1942 registros.
      Sistema de dados de Geociência Marinha (MGDS), 979 registros.
      Levantamento dos Camarões em Arrasto no Pacífico (via OBIS Canadá), 128,809 registros.
      DFO Levantamentos Por Arrastos de Barcos de Pesquisa para Obsrervações de Invertebrados (OBIS Canadá), 11,888 registros.
      Copépodes do Pacífico Equatorial Oriental (Tropical e Subtropical do Sudeste do Pacífico OBIS), 260 registros.

      Isto deixa-nos com pouco menos de 14 milhões de registros disponibilizados. Esperamos completarmos 14 milhões no próximo mês!



    Gerentes de dados itegram-se a equipe do OBIS

    15 de Maio de 2008

    • Dois gerentes de dados passaram a integrar a equipe iOBIS: Alena Hornakova e Jessie Bluvias. Ambos têm um histórico em ciências ambientais e um pouco de experiência em GIS. Eles irão trabalhar no controle de qualidade dos dados presentes no OBIS, em estreita colaboração com os fornecedores de dados. Muito em breve também serão responsáveis pela conexão de novos dados, e o principal ponto de contato entre o secretariado do OBIS e os fornecedores de dados.



    Novos desenvolvimentos técnicos do OBIS

    5 de Maio de 2008

    • Chris Condit do Centro de Supercomputação de San Diego (SDSC) passou duas semanas no Secretariado do OBIS para implantar algumas das tecnologias que foram discutidas durante a reunião de Tecnologia OBIS. Ele foi capaz de transpor todos os dados do Oracle ao PostGreSQL e utilizar uma extensão espacial para realizar buscas espaciais. Os dados estão disponíveis através do GeoServer em um servidor demonstrativo, que inclui também uma página web de demonstração. Em breve, todos estes desenvolvimentos estarão documentados no Portal.



    Primeira reunião do Conselho Diretivo do OBIS

    30 de Abril de 2008

    • A primeira reunião do Conselho Diretivo do OBIS foi realizada na sede da FAO, em Roma. Os membros deste conselho são: Serge Garcia (ex-FAO), Patrício Bernal (IOC), Dan Laffoley (IUCN) e Jim Baker (ex- NOAA, que infelizmente não pode comparecer à reunião). Os participantes membros natos foram Fred Grassle (Principal Investigador pela Sloan Foundation), Fabio Lang da Silveira (Presidente do Comitê de Gestores do OBIS), Mark Costello (Presidente em final de mandato do Comitê Internacional do OBIS) e Edward Vanden Berghe (Diretor Executivo do OBIS). O principal ponto da agenda foi a direção do OBIS, incluindo a forma de alcançar uma estrutura que torne o OBIS sustentável, além de 2010, quando o apoio da Fundação Sloan não estiver mais disponível.



    Nomina II

    23 de Abril de 2008

    • Nomes taxonômicos e as listas de referências para padronizar a sua utilização são partes essenciais do vocabulário que utilizamos. David (Paddy) Patterson, responsável pelo desenvolvimento tecnológico para a Enciclopédia da Vida, e David Remsen do GBIF, organizaram conjuntamente um encontro global para discutir a colaboração entre uma vasta gama de projetos, a criação de uma“Arquitetura Global de Nomes (AGN)”.O WoRMS e o OBIS estiveram presentes durante o encontro e contribuirão para uma primeira medida concreta: a criação de um Índice Global de Nomes, uma parte central do (AGN).



    Encontro de Tecnologia do OBIS

    20 de Abril de 2008

    • Muitas das decisões sobre as tecnologias utilizadas pelo OBIS foram tomadas há mais de cinco anos atrás. É o momento certo para um novo olhar sobre a tecnologia, e de se avaliar se as escolhas realizadas no início do OBIS continuam sendo ainda as melhores até agora. Um grupo de peritos foi convidado para o secretariado do OBIS na Rutgers; os participantes eram provenientes de diversos OBIS RONs (nodos regionais), do Secretariado do GBIF, do Centro de Supercomputação de San Diego e do Projeto Open Plan. Todos concordaram em investigar completamente um novo conjunto de ferramentas: PostgreSQL, PostGIS, GeoServer, OpenLayers e PHP. Muito em breve devemos estar em posição de avaliar o que será necessário para passar para esta nova tecnologia. A reunião foi um grande sucesso e muitos participantes concordaram em dedicar um tempo para os pontos de ação do encontro. É muito provável que você verá um site totalmente novo do OBIS muito em breve!



    Rede de Observação de Biodiversidade

    11de April de 2008

    • O Grupo de Observações na Terra tem uma “Rede de Observações de Biodiversidade” (GEO-BON) uma ação na qual OBIS será um importante contribuinte também. GEO-BON realizou seu primeiro seminário em Berlin de 8 a 10 de abril de 2008. O Dr. Mark Costello (Presidente do Comitê Internacional do OBIS 2000-2008, da Universidade de Auckland) é também membro de seu comitê consultivo. O GEO planeja ter um Sistema, ou Sistemas, Global de Observações na Terra operacional até 2015, em grande parte através da conecção e integração de um sistema de distribuição de infra-estruturas (incluindo o OBIS). O Dr. Costello também está contribuindo para a Ação dos Ecossistemas do GEO, ajudando a desenvolver uma classificação global de habitats marinhos. O Censo da Vida Marinha e o OBIS foram mencionados no primeiro plano de trabalho do GEO. Até agora, 71 países e mais de 40 organizações deram seu apoio ao GEO. Ao apoiar o OBIS, esses países e organizações também estarão contribuindo para a criação dos GEOSS.



    A Equipe do Species 2000 reuniu-se na China

    5 de Abril de 2008

    • A Equipe Internacional do Species 2000 reuniu-se na China no período de 3 a 5 de abril. Desde a reunião anterior, em Auckland na Nova Zelândia, o World Register of Marine Species, WoRMS (http://www.marinespecies.org) é reconhecido como um parceiro importante, e como um mecanismo de apoio à comunidade taxonômica marinha contribuindo com o Catalogue of Life. Ward Appeltans, gerente do EuroOBIS e membro do comitê organizador do WoRMS esteve presente na reunião.



    CoML e OBIS na CNN

    28 de Março de 2008

    • O Dr. Pat Halpin (Membro do Comitê Internacional do OBIS; e, do Laboratório de Ecologia Marinha Geoespacial, da Universidade de Duke) apresentou-se na CNN explicando a importância do CoM. Sistema de Informações Biogeográficas dos Oceanos (OBIS). OBIS é uma ferramenta útil para o mapeamento dos locais onde se encontram todas as espécies, mas particularmente útil na prestação de informações sobre espécies ameaçadas. Ele observou que o OBIS, que permitiu o mapeamento no tempo e no espaço, tem ajudado pesquisadores a encontrar padrões emergentes na distribuição de espécies. Para assistir a entrevista completa, visite o site no endereço CoML Mapas no endereço http://comlmaps.org/video



    POST visita OBIS

    11 de Março de 2008

    • Jose Gimenez do projeto Traçado na Plataforma do Oceano Pacífico (em inglês POST) visitou o secretariado do OBIS na Rutgers para discutir os aspectos técnicos da contribuição dos dados do POST ao OBIS. Esperamos que, muito em breve, os dados do POST sejam regularmente atualizados no OBIS.



    OBIS apresentado durante a reunião das Ciências Oceânicas em Orlando, Flórida

    9 de Março de 2008

    • A reunião das Ciências Oceânicas 2008 foi realizada no período de 3 a 7 de março em Orlando, Florida. O OBIS foi apresentado por Edward Vanden Berghe. Clique aqui para fazer o download de uma cópia da apresentação (em inglês) no Powerpoint



    7o. Encontro do Comitê de Gestores

    03 de Março de 2008

    • Os Nodos Regionais do Sistema de Informações Biogeográficas dos Oceanos se reuniram no Institute of Marine and Coastal Sciences (IMCS), Rutgers University, New Brunswick, NJ, EUA, nos dois últimos dias de fevereiro. Especialistas em tecnologia da informação de 14 países fizeram planos para participarem da etapa de síntese do Censo da Vida Marinha em 2010 e obterem novas fontes de recursos para sustentabilidade além de 2010.





    Índice das Coleções sobre Biodiversidade realiza encontro inicial

    30 de Janeiro de 2008

    • O Índice das Coleções sobre Biodiversidade (BCI, www.biodiversitycollectionsindex.org) objetiva facilitar a compreensão, conservação e utilização da biodiversidade global criando um único índice com comentários de todas as coleções com materiais de biodiversidade usados em pesquisa. O encontro inicial aconteceu em Washington, 28 e 29 de Janeiro de 2008; súmulas do encontro estão disponíveis em http://wiki.tdwg.org/twiki/bin/view/NCD/BiodiversityCollectionsIndexKickOffMeeting . Desejamos que no futuro o BCI forneça para o OBIS uma lista padronizada com nomes de instituições e de coleções, e com ferramenta para localizar e priorizar contribuintes de dados em potencial.



    Comitê Nacional para o Censo nos EUA conversa com IOOS

    16 de Janeiro 2008

    • O Sistema Integrado de Observação dos Oceanos (IOOS, http://ioos.noaa.gov/) é um sistema multidisciplinar para integrar observações oceânicas a partir de um grande número de diferentes fontes e de tipos diferentes. Ele é um mecanismo para os EUA contribuírem com o Sistema Global de Observação dos Oceanos (GOOS). Uma parte essencial de qualquer sistema de observação são biodiversidade e biogeografia e se tornarão componentes do IOOS também. Durante um workshop de dois dias, em 14 e 15 de janeiro, ocorrido em Washington, discussões aconteceram para se verificar como o Censo da Vida Marinha poderá contribuir com o componente biológico do IOOS. Mais especificamente, os participantes investigaram como o OBIS deveria se expandir para maximizar o significado das suas contribuições para IOOS. Se acordou que, como um passo inicial, os padrões do OBIS (DiGIR, o Esquema OBIS e WoRMS) deverão ser parte do conjunto de diretrizes da Gestão dos Dados e da Comunicação (DMAC, http://dmac.ocean.us/index.jsp).
      Para mais informações sobre o workshop, incluindo as apresentações e uma lista de participantes, favor visitar http://coml.us/Dev2Go.web? Anchor=ocean_observing).



    Registro Mundial das Espécies Marinhas excede a marca dos 100 mil

    16 de Janeiro 2008

    • O Registro Mundial das Espécies Marinhas (WoRMS, http://marinespecies.org) agora atingiu 110 mil nomes válidos de espécies marinhas, assim atingindo com facilidade a marca de 100 mil que a equipe determinará como meta para o final de 2007. A próxima meta é alcançar 200 mil, ou aproximadamente 80 % das espécies marinhas conhecidas, no final de 2008. WoRMS é agora utilizado no controle de qualidade dos nomes específicos do OBISis e, em breve, será usado na interface web. Agradecemos ao grupo do Instituto Marinho de Flandres (VLIZ, http://www.vliz.be) por conseguir esse feito e aos muitos taxonomistas que dedicaram esforços e tempo nessa empreitada. A CE apóia VLIZ para isso, e para manter o nodo europeu do OBIS, através da Rede Européia de Excelência "Funcionamento da Biodiversidade e do Ecosistema" (MarBEF, http://www.marbef.org).



    IOC desenvolve um novo sistema de informações sobre Florações de Algas Perigosas

    10 de Janeiro 2008

    • Em 8 e 9 de janeiro de 2008, a Comissão Oceanográfica Intergovernamental organizou um encontro em Ostende, Bélgica, para discutir um novo sistema de dados e de informações sobre Florações de Algas Perigosas. O sistema deverá não só aumentar as informações sobre as florações, mas também de informações associadas: taxonomia, substâncias bioativas, registros de espécies... O OBIS foi convidado para a reunião e desempenhará um papel para levar avante a iniciativa. O atual sistema IOC de informações está disponível em http://www.ioc-unesco.org/hab/.



    Em memória à Robin Rigby
    10 de Dezembro de 2007
    • Robin Rigby, gestora de projetos do NaGISA, faleceu em um acidente de moto no dia 9 de Dezembro de 2007. Robin será calorosamente lembrada por todos aqueles que a conheciam. Ela era uma valorizada colega e querida amiga. Nós sentiremos muito a falta dela.



    Desenvolvimento do OBIS no Brasil, ATLÂNTICO SUL OCIDENTAL TROPICAL e SUBTROPICAL, com novo financiamento de convênio entre a Universidade de São Paulo (USP) e Petróleo Brasileiro S.A. (PETROBRAS).
    05 de Dezembro de 2007
    • Um novo convênio está sendo assinado entre USP e PETROBRAS, estabelecendo uma parceria para continuar o desenvolvimento do Nodo Regional OBIS no Brasil por um período de até 36 meses. O apoio da PETROBRAS melhorará equipamentos, número de pessoal e atividades de divulgação. A USP manterá a supervisão dos novos conjuntos de dados, principalmente de registros validados, e gestão do Nodo Regional.

    México se preparando para começar a publicar dados através do OBIS.
    29 de Novembro de 2007
    • Em um dia e meio de workshop, nos dias 27 e 28 de Novembro de 2007, cientistas mexicanos discutiram a publicação de dados sobre a biodiversidade e espécimes de museus através da rede do OBIS. Os principais parceiros em potencial são “Comisión nacional para el conocimiento y uso de la biodiversidad” (CONABIO) e a “'Universidad nacional autónoma de México” (UNAM), com o Instituto de Biologia (UNAM-IB) e o Instituto de Ciências Marinhas e Limnologia (UNAM-ICML), como primeiras fontes de dados biogeográficos. Nós esperamos que as discussões evoluam para que os dados do México estejam disponíveis através do OBIS brevemente, não apenas do CONABIO e do UNAM, mas também de outras organizações mexicanas interessadas.

    Encontro do Censo da Vida Marinha em Auckland, Nova Zelândia.
    18 de Novembro de 2007
    • Em Auckland, Nova Zelândia, entre 11 e 17 de Novembro de 2007, ocorreram muitos encontros associados ao Censo da Vida Marinha (CoML). Mark Costello e seus colegas da Universidade de Auckland fizeram um ótimo trabalho assegurando que tudo transcorresse bem. O OBIS foi muito discutido em muitos dos diferentes encontros. Fica claro que a comunidade do CoML tem grandes esperanças no OBIS e que é visto como uma contribuição duradoura para o mundo científico, que será mantido após o esperado término do Censo em 2010.

    Registro Mundial das Espécies Marinhas (WoRMS) aceito como nodo marinho do Species 2000
    10 de Novembro de 2007
    • WoRMS, o Registro Mundial das Espécies Marinhas que a comunidade do OBIS está desenvolvendo, foi aceito pelo Species 2000 como seu nodo marinho. A maioria dos Bancos de Dados Globais das Espécies (GSDs), atualmente mantidos dentre o sistema WoRMS, serão automaticamente repassados para o Catalogue of Life. O Catalogue of Life é um projeto mutuo entre o Species 2000 e o ITIS e considerado por muitos como principal provedor de informações taxonômicas. Discussões sobre como organizar isto foram conduzidas em Auckland, Nova Zelândia entre 7 e 9 de Novembro de 2007.

    Phoebe Zhang deixa o OBIS
    1 de Novembro de 2007
    • Após mais de 10 anos na Rutgers, Phoebe está de partida. Phoebe foi crucial no desenvolvimento do OBIS e foi por muito tempo, praticamente, a única responsável por gerir o secretariado, incluindo a gestão dos dados e o desenvolvimento do Website. Ela fará muita falta. Nós desejamos a ela toda a sorte em seus futuros projetos.

    Encontro do CoML/OBIS em Oman
    31 de Outubro de 2007
    • Edward Vanden Berghe esteve presente a um encontro na Sultan Qaboos University, Oman, entre 28 e 30 de Outubro. O encontro foi organizado para discutir a participação regional no CoML e atividades do OBIS. Governantes de Oman, Paquistão, Irã, Kuwait e Arábia Saudita, bem como vários especialistas internacionais definiram atividades regionais para apoiar o OBIS e o CoML. Um possível resultado deste encontro é o surgimento de um Nodo Regional do OBIS para o Noroeste do Oceano Índico, incluindo o Mar Vermelho.

    Encontros do GBIF em Amsterdam
    18 de Outubro de 2007
    • Dois encontros do GBIF ocorreram em Amsterdam: Encontro dos Nodos do GBIF nos dias 14 e15, Encontro do Grupo Gestor do GBIF nos dias 16 e 17 de outubro. O encontro dos nodos do GBIF teve, pela primeira vez, uma cooperação com os gestores do RONs do OBIS. Foi dada ao OBIS a oportunidade de apresentar suas atividades e a relação entre o OBIS e o GBIF foi discutida. Durante o Encontro do Grupo Gestor do GBIF uma proposta para Campanha do GBIF foi discutida. Uma destas campanhas foi em suporte ao Catálogo Mundial das Espécies Marinhas (sigla em inglês, WoRMS), proposta por um número de pessoas da comunidade dos OBIS. Outra proposta foi à utilização do GBIF (incluindo o OBIS) para criar indicadores que apóiam o “objetivo 2010” de interrupção na perda de biodiversidade. O Grupo Gestor endossou todas as campanhas e propostas. O OBIS expressou o seu interesse em trabalhar conjuntamente nos objetivos da Campanha 2010, desde que estes sejam claramente também correlacionados com os objetivos do OBIS.

    Encontro informal do RON em Amsterdam
    13 de Outubro de 2007
    • Muitos dos gestores dos nodos regionaisdo OBIS, e outros participantes do OBIS, estiveram em Amsterdam fazendo parte nos encontros do GBIF, posteriormente na semana. Nós aproveitamos a oportunidade para organizar um encontro informal dos nodos regionais. Durante o encontro, o progresso dos desenvolvimentos do OBIS foi discutido bem como o seu futuro a longo prazo e sua vida após o financiamento da Sloan. Vishwas Chavan deixou a presidência do Comitê de Gestores após aceitar a posição de administrador DIGIT no GBIF. Fábio Lang da Silveira foi escolhido como o novo Presidente do Comitê de Gestores. Obrigado ao Fábio por estar pronto para aceitar esta desafiadora posição. Obrigado também a todos que vieram ao encontro. Um relatório completo será distribuído em breve.

    Concluída a Conferência de Informações da Biodiversidade dos Oceanos em Halifax
    5 de Outubro de 2007
    • Uma conferência sobre Informações da Biodiversidade dos Oceanos foi conduzida entre 2 e 4 de Outubro de 2007 no Bedford Institute of Oceanography em Dartmouth, Nova Escócia, Canadá. Muitos dos gestores dos nodos do OBIS e outros da comunidade do OBIS estiveram presentes e discutiram com representantes do GBIF, ICES FAO e outros assuntos relacionados com informações da biodiversidade. Uma descrição completa do evento e resumos de todas as apresentações pode ser encontrada no Website da conferência.

    Tony Rees visita o Secretariado do OBIS
    28 de Setembro de 2007
    • Tony Rees, pioneiro de muitos avanços no Website do OBIS, passou dois dias em visita ao secretariado do OBIS na Universidade Rutgers. Tony nos ajudou na implementação de questões avançadas do C-Square Mapper. Outro tópico discutido foi o Registro Provisório de Gêneros Marinhos e Não Marinhos, o qual deve servir como base para a gestão dos nomes taxonômicos no Website do OBIS, como se conectará com o Catálogo Mundial de Espécies Marinhas (WoRMS) e como este poderá ser usado para filtrar os registros misturados marinhos e não marinhos nos bancos de dados.

    O OBIS na Conferência Científica Annual do ICES 2007
    24 de Setembro de 2007
    • A Conferência Científica Annual do ICES 2007 ocorreu em Helsinki, entre os dias 17 e 21 de setembro. A presidente da Finlândia, Tarja Halonen, abriu a conferência expondo a importância do ICES e seu ASC. Edward Vanden Berghe co-coordenou um dos simpósios e ministrou uma apresentação sobre gestão e armazenamento de dados na estrutura do Projeto de Bentos do Mar do Norte. Os dados do PBMN estarão logo disponíveis através do EurOBIS. Uma cópia da apresentação do Edward, bem como de todos os trabalhos apresentados, pode ser encontrada na página do ASC no Website do ICES.

  • Novos dados disponibilizados através do iOBIS (OBIS Internacional)
    5 de Setembro de 2007
    • Dez novas séries de dados estão disponíveis no OBIS, adicionando aproximadamente 200.000 registros de distribuição. As séries de dados são contribuições dos Nodos Regionais do OBIS: sendo que o OBIS Canadá; OBIS ESP e o OBIS AR contribuíram com uma, três vieram do OBIS China e as outras quatro são oriundas do Centro de Dados Antárticos da Austrália. Uma lista completa das séries de dados, com os links para os registros dos metadados, está disponível aqui. Obrigado para todos os contribuidores pelos dados e para os gestores dos RONs pela facilitação disto.

    Mudanças na interface web do OBIS
    5 de Setembro de 2007
    • Muito tempo e esforço foram despendidos na reorganização do código por trás do Portal do OBIS. Este trabalho foi quase invisível no Portal em si, exceto por algumas correções em problemas e melhorias no desempenho. A reorganização do código está, em grande parte, completa e as primeiras alterações estão visíveis no Portal.
      º Mais de 100.000 registros podem resultar de uma busca
      º Um link foi adicionado à página de resultados de busca para uma espécie. Neste será possível baixar todos os resultados de uma vez, ao invés de páginas com 10 espécies.
      º Criamos uma fonte RSS, na qual você pode se inscrever para ficar informado sobre os novos dados e novas funcionalidades disponíveis no OBIS
      º Os metadados disponíveis no website do OBIS têm sido revisados e melhorados com informações extraídos dos dados.

    Alerta: alteração no serviço
    27 de Agosto de 2007
    • Para dar suporte ao serviço de espelhos pelo mundo o OBIS irá mudar seu Sistema de Domínio de Nomes (DNS) para uma diferente companhia entre 1:00-2:00 EST (Horário Padrão da Costa Leste) (GMT+5) 01/09/2007. Nós estamos colocando em prática um plano de implementação e obtemos a garantia de nosso provedor que a mudança terá efeito instantaneamente. Os usuários, conseqüentemente, não irão experimentar interrupções prolongadas. Entretanto, durante as primeiras 24-72 horas após a transição alguma instabilidade poderá ocorrer. No caso de qualquer interrupção ocorrer, você poderá acessar os dados do OBIS em http://iobis.marine.rutgers.edu.

    Atualizações do IndOBIS
    25 de Julho de 2007
    • O Encontro Anual de Análise do IndOBIS aconteceu no dia 24 de Julho de 2007. Durante este encontro foram discutidos planos para novas regionalizações do Nodo do Oceano Índico. Dr. C. T. Achuthankutty aposentar-se-á em breve; Dr. Baba Ingole representará o IndOBIS nos próximos encontros do Comitê de Gestores do OBIS. Nossos profundos agradecimentos ao Dr. Achuthankutty e uma calorosa recepção ao Dr. Ingole.

    O OBIS disponibiliza 222 conjuntos de dados
    24 de Julho de 2007
    • Mantendo seu rápido ritmo de crescimento, o OBIS ultrapassou 13,4 milhões de registros e está disponibilizando 222 conjuntos de dados. Como um membro do OBIS Austrália, o Instituto Australiano de Ciências Marinhas forneceu dados sobre peixes e bentos pelo Atlantic and Gulf Rapid Reef Assessment Program. Também adicionados ao Portal estão o banco de dados do Sistema Biogeográfico do Golfo do Maine, Universidade do Maine, bancos de dados da Biological Survey of Woods Hole e Vicinity da Smithsonian Institution, e um grande banco de dados sobre pesca na Provícia de Chubut – Argentina do Nodo OBIS do Oceano Sul.

    O Centro de Dados Antárticos da Austrália contribui com novos conjuntos de dados para o OBIS
    22 de Junho de 2007
    • O Centro de Dados Antárticos da Austrália disponibilizou quatro novos conjuntos de dados no Portal OBIS, apresentando um total de contribuição de 300 mil registros. Os novos conjuntos de dados adicionados são: Banco de Dados Micrografia Eletrônica, Inventário de locais de nidificação de pássaros marinhos antárticos, Observações de Peixes Pelágicos 1968-1999, Macroalgas flutuantes gigantes no Oceano Sul e Peixes Pelágicos do Oceano Antártico Leste.

    KORDI organiza simpósio para celebrar o “Dia Internacional da Diversidade Biológica”
    22 de Maio de 2007
    • O Instituto Coreano de Pesquisa e Desenvolvimento dos Oceanos (KORDI), o hospedeiro do Nodo Coreano do OBIS, organizou um simpósio de um dia para celebrar o “Dia Internacional da Diversidade Biológica”. Em uma série de exposições, cientistas apresentaram a biodiversidade da Coréia, tanto aquática como terrestre. Concomitantemente, foi apresentada a biodiversidade em águas coreanas, os planos para o futuro do KorOBIS e o OBIS Internacional.

    SeaMap em evidência!
    19 de maio de 2007
    • Dukenvironment, uma publicação da Escola Nicolas de Ciências da Terra e do Meio Ambiente, publicou um artigo sobre o SeaMap em sua edição de Primavera [Hemisfério Norte] de 2007. Pat Halpin e Bem Best mostraram como a nova tecnologia disponibiliza ferramentas para fazer uma ciência melhor e ser uma melhor fonte para os gestores. Veja isto, como uma página Web ou faça o download em PDF (2MB).

    Encontro do OBIS MC em São Sebastião, Brasil
    20 de Abril de 2007
    • O Comitê de Gestores do OBIS se reuniu nos dias 16 e 17 em São Sebastião, Brasil. A locação foi no “Centro de Biologia Marinha (CEBIMar)” da Universidade de São Paulo (USP), o organizador local foi Fábio Lang da Silveira. O ponto mais importante da agenda foi a discussão do futuro da rede OBIS e como fazer com que esta seja sustentável depois de 2010, quando os recursos financeiros da Sloan Foundation não estarão mais disponíveis. Bob Branton deixou a presidência do Comitê de Gestores, Vishwas Chavan foi eleito por unanimidade como o novo coordenador geral. Nós damos as boas vindas a Vishwas e agradecemos ao Bob pelo esplendido trabalho que ele desempenhou como coordenador geral. É claro que Bob permanecerá muito ativo e continuará com grande líder de grupos de trabalho do OBIS.

    Escolhido o Diretor Executivo do OBIS
    3 de Abril de 2007
    • O Secretariado do OBIS está feliz em anunciar a indicação do Dr. Edward Vander Berghe como o Diretor Executivo do OBIS. Dr. Edward Vander Berghe foi o gestor do Centro de Informações e Dados de Flandres, situado no Instituto Marinho de Flandres (VLIZ), onde uma de suas funções foi de iniciar e gerir o Nó Europeu do OBIS, EurOBIS. Ele também foi responsável por estimular o Catálogo Europeu de Espécies Marinhas (ERMS) e iniciar a expansão do ERMS em um Catálogo Mundial das Espécies Marinhas, WoRMS. Antes de ir para VLIZ, Dr. Vanden Berghe viveu e trabalhou no Quênia, ocupando vários cargos envolvendo gestão de dados e informações de ciências ambientais e docência na Universidade de Nairobi. Ele foi o primeiro presidente do Grupo de Especialistas em Gestão e Troca de Dados Biológicos e Químicos do IOC/IODE o qual envolveu muitos grupos de trabalho do ICES e é membro do Time Global do Species 2000 e do Comitê ECAT do GBIF. Dr. Vanden Berghe obteve seu PhD na Universidade Livre de Bruxelas.

    Os dados do OBIS China chegam ao OBIS e 200 séries de dados são publicadas!
    10 de Janeiro de 2007
    • O OBIS China começou a disponibilizar seus dados no Portal OBIS. Os registros do RON Chinês estão agora publicados e são uma pequena parte do Estudo Nacional Oceanográfico Chinês (NCOS 1958-1960) e a maioria incluí informações sobre Poliquetas e Equinodermes. O Banco de dados do NCOS-China inclui registros de espécimes coletados no Museu Marinho Biológico da Academia Chinesa de Ciências durante o Estudo Nacional Oceanográfico Chinês de 1958 até 1960. A área estudada cobre a costa dos Mares da China, incluindo o Mar de Bohai, o Mar Amarelo, O Mar da China Leste e o Mar da China Sul com quase 1200 estações de amostras. A maioria dos táxons de invertebrados marinhos foi obtida neste estudo. Mais dados digitalizados serão disponibilizados após um cuidadoso controle de qualidade.

    OBIS procura um novo Diretor Executivo.
    1 de Dezembro de 2006
    • Baixe o edital completo da vaga aqui!

    Vishwas Chavan (IndOBIS) admitido na Academia de Ciências de Maharashtra.
    2 de Novembro de 2006
    • O OBIS está orgulhoso em anunciar que o gestor do nodo regional do IndOBIS, Vishwas Chavan foi selecionado como membro da Academia de Ciências de Maharashtra. Ele foi selecionado pela sua significante contribuição em Informática da Biodiversidade. A cerimônia de admissão do novo membro foi conduzida no dia 27 de Outubro de 2006 em Pune, Índia.

    OBIS supera 10 Milhões de Registros
    22 de Setembro de 2006
    • Os oceanos menos estudados ao sul receberam um incremento com adição de conjuntos de dados das águas ao redor da África, Austrália, Antártica e América do Sul. OBIS recebeu, recentemente, 13 novos conjuntos de dados na maioria do Hemisfério Sul, elevando o número publicado de dados para mais de 10 milhões de registros e representando mais de 71 mil espécies. Esses conjuntos de dados são diversificados, tanto pela taxonomia como pelo modo como foram obtidos. Esses registros incluem algas, plâncton, moluscos, peixes, cetáceos e aves e foram coletados segundo uma variedade de métodos, incluindo arrastos e através de observações a partir da praia e satélites. Sete destes conjuntos de dados foram contribuições do Centro de Dados Antárticos da Austrália, cinco através do AfrOBIS e dois através do AR-OBIS da Argentina. Mais informações de cada banco de dado está disponível em Novos Dados do OBIS. Um mapa de todos os 10 milhões de registros abrigados pelo OBIS está disponível aqui.

    Três novas séries de dados OBIS foram adicionadas ao portal OBIS: Distribuição reprodutiva dos pássaros marinhos na Costa Patagônia da Argentina (OBIS América do Sul, ARGENTINA (AR-OBIS) SUDOESTE DO ATLÂNTICO) e duas séries de dados do Instituto Australiano de Ciências Marinhas (AIMS).
    • As series de dados do AIMS incluem: Estação de Vídeo Subaquático por Controle Remoto Com Isca (BRVS) e Corais de Águas Costeiras. As BRVS compreendem as gravações de organismos marinhos atraídos às câmeras das Estações de Vídeo Subaquáticas Com Iscas (BRUVS - sigla em inglês). As BRUVS são posicionadas em grupos de 4-6, separadas por aproximadamente 450 m, por aproximadamente 60 minutos. Os tempos do afastamento e da distribuição são projetados para conseguir independência de cada série amostral. As informações agrupadas incluem o tempo de chegada, número máximo de espécies observadas e o comportamento básico. Mais sobre esta série de dados pode ser encontrado aqui. O Monitoramento a Longo Prazo (LTM) dos Corais de Águas Costeiras incluem: levantamentos de riqueza das espécies de corais foram executados em recifes de águas costeiras do Recife da Grande Barreira, Austrália, em conjunto com levantamento do tamanho das estruturas e porcentagem de cobertura das comunidades de corais duros e moles. Listas de espécies (Presentes/Ausentes) foram compiladas em 2 e 5 metros abaixo do pressuposto em dois locais em 33 recifes entre Mackay e Cooktown (Lat: 16-23 graus Sul) em 2004. O objetivo deste estudo foi documentar o estado das comunidades de corais de águas costeiras nesta região para servir, tanto como embasamento para que mudanças futuras possam ser comparadas e, também, identificar comunidades potencialmente em risco por atividades antrópicas. Mais.....
      Distribuição reprodutiva dos pássaros marinhos na Costa Patagônia da Argentina inclui a distribuição atualizada de dezesseis espécies de pássaros marinhos ao largo da Costa Patagônica. O número de pares reprodutivos em colônias de pingüins, cormorões, gaivotas e gaivinas foram avaliados por levantamentos aéreos, de barco e terrestres, conduzidos entre 1993 e 1995, durante a implementação do Plano de Gestão da Zona Costeira da Patagônia. (Fundación Patagonia Natural e Wildlife Conservation Society - GEF-UNDP). Os dados do censo foram programados para coincidir com o final do período de incubação para cada espécie. Informações adicionais, posteriores a 1998, foram atualizadas com registros publicados. Parabéns para o time do ArOBIS. Informações adicionais sobre esta série de dados podem ser encontradas aqui.

    Simpósio Público sobre os Metadados
    Instituto de Oceanografia de Bedford, Dartmouth NS, Canada, 13-14 de Junho de 2006
    • Um simpósio intitulado “Usando os Padrões de Metadados para Obter Interpolaridade de Dados” foi organizado pelo Centro para a Biodiversidade Marinha (CMB) e o Sistema de Informações Biogeográficas dos Oceanos (OBIS), sendo este sediado pelo Instituto de Oceanografia de Bedford (BIO). O simpósio teve como objetivo o oferecimento de uma oportunidade para melhorar a compreensão de como os padrões atuais dos metadados e os sistemas associados podem ser utilizados para realçar a qualidade de seus trabalhos. Tendo como público os fornecedores e usuários dos dados de organismos marinhos e processos físicos.
      Com mais de 100 participantes governamentais, acadêmicos e do setor privado; Peter Smith (Diretor ativo do BIO), Fred Grassle (Diretor do Instituto de Ciências Marinhas e Costeiras de New Jersey) e Robert Branton (Presidente da CMB Technical e do Comitê Administrador do OBIS) deram as primeiras palavras no encontro.
      O foco principal do simpósio foram as 14 apresentações e os 3 painéis de discussão de especialistas em tecnologia que atualmente estão engajados na criação, operação e uso de vários sistemas de metadados de acesso livre e/ou portais. Para mais detalhes clique aqui

    Cinco novas buscas por áreas geográficas disponíveis no portal OBIS.


    . 23 – Maio - 2006
    • OBIS tem o prazer de anunciar cinco novas buscas geográficas no portal iOBIS. Estas buscas são: EEZ (Zona Econõmica Exclusiva), IHO (Organização Hidrográfica Internacional) dos Mares, LME (Grandes Ecossistemas Marinhos) em províncias, mapas Longhurst e áreas pesqueiras da FAO (Alimentos e Agricultura das nações Unidas). O usuário poderá acessar essas buscas via “pull-down menu” sob a denominação da busca na guia superior ao abrir página de “Outras opções de busca” ou “Busca Avançada”

    Oportunidade de financiamento para sabático pelo Censo da Vida Marinha em conjunto com o Sistema de Informação Biogeográfica dos Oceanos (OBIS) – Ocean.Us Project.


    . 26-Abril-2006
    • Lançado como prêmios pelo US National Oceanographic Partnership Program em 2000, o serviço OBIS (www.iobis.org) é tanto a arquitetura para a assimilação de dados do programa de pesquisa do Censo da Vida Marinha, o qual terminará em 2010, e potencialmente a arquitetura para a assimilação de dados espacialmente referenciados, a longo prazo, sobre a vida marinha. O Gerenciador de Dados e de Comunicações (DMAC) que é componente do Sistema Integrado de Observação dos Oceanos (IOOS) deverá oferecer uma arquitetura para integrar sistemas de observação costeira e oceânica existentes, e em desenvolvimento, através de uma rede de compartilhamento de dados, segura e interligada, com a adoção de padrões e protocolos comuns. Um objetivo da parceria OBIS-Ocean.US project é o de melhor compreender as necessidades de recursos humanos e acordos entre organismos no Ocean.US project, para ter um sistema que provenha serviços de qualidade com dados sobre recursos marinhos vivos. Um segundo objetivo é o de conduzir como um exemplo, isto é, desenvolver, implementar e legalizar programas necessários para a integração dos dados globais OBIS em sistemática, ecologia e dados ambientais com os dados do IOOS. Esta disposição é vista como uma oportunidade de financiamento de curto prazo (p.ex., um semestre) em um sabático ou oportunidade de financiamento de tempo parcial. Baixar a proposta completa em formato PDF aqui.

    OBIS excede 100 bancos de dados


    . 24-Abril-2006
    • Novos bancos de dados do programa Mar Profundo (Deepwater): The Northern Gulf of Mexico (8 bases de dados), The North American Sessile Marine Invertebrate Survey e do OBIS América do Sul o "Peixes no Mar da Argentina desde 1967 até o presente " resultaram em mais de 100 bancos de dados no OBIS.

    GBIF tem novo representante do OBIS personificado por Edward van den Berghe no Subcomitê para o Catalogo Eletrônico de Nomes para Organismos Conhecidos (ECAT) e Robert Gales no Subcomitê para o Acesso de dados e o Banco de Dados de Operações em Conjunto (DADI)


    . 27 – Março – 2006
    • OBIS nomeou dois membros para o subcomitê de ciências da Capacitação da Informação da Biodiversidade Global (GBIF) e os dois foram eleitos. Edward van den Berghe, um membro do Comitê Internacional do OBIS, foi eleito para servir no Subcomitê para o Catálogo Eletrônico de Nomes para Organismos Conhecidos (ECAT) e Robert Gales do Subcomitê para o Acesso de dados e o Banco de Dados de Operações em Conjunto (DADI). Os outros dois subcomitês do Comitê Científico do GBIF são os subcomitês para a Digitalização de Coleções de Dados de História Natural e o de Divulgação e Capacitação, os quais são geridos por Vishwas Chavan, um membro do Comitê Técnico e de Gestão do OBIS. Como presidente de um destes subcomitês, Vishwas serve como um membro do Comitê Científico; Daphne Fautin, um membro do Comitê Internacional do OBIS serve como um dos dois vice-presidentes deste comitê.

    Parabéns para Edward e Robert!



    O OBIS e dados do OBIS-Seamap publicados por GISuser.com


    13 Março 2006
    • Em sua publicação de dados semanal, usuários do Sistema Global de Imagens (GISuser.com) foram deleitados com a notícia de que OBIS e OBIS-Seamap estão servindo com mais do que 9 milhões de dados e que o OBIS é uma “boa fonte” onde “procurar por espécies é moleza”. Os dados publicados podem ser lidos em: http://www.gisuser.com/content/view/8385/



    Televisão: Entrevista com coordenador do OBIS-BRASIL Fábio Lang da Silveira


    02-Março-2006
    • No domingo, dia 26 de fevereiro, o sistema de transmissão local da tevê educativa brasileira “TV Cultura”, uma rede que cobre quase todas as partes do Brasil, apresentou uma curta entrevista com o coordenador do OBIS-BRASIL Fábio Lang da Silveira, sobre o desenvolvimento do Censo da Vida Marinha e o OBIS para o público brasileiro. Felizmente, este serviço de TV fez uma chamada na internet incluindo o vídeo, em baixa resolução, o qual foi veiculado na TV e está disponibilizado aqui . O mesmo programa será repetido esta semana, 2 de março às 18 horas em horário local (21:00 GMT).

    Parabéns para o Fábio e o Time do OBIS Brasil.



    Memorando de Cooperação entre a Rede Interamericana de Informação sobre a Biodiversidade (IABIN) e o OBIS.


    24-Fevereiro-2006
    • O OBIS e a Rede Interamericana de Informação sobre a Biodiversidade (IABIN) assinaram um memorando de cooperação estabelecendo diretrizes para a colaboração entre a IABIN e o OBIS para adicionar objetivos em comum incluindo, facilitação para o desenvolvimento e implementação de tecnologias e necessidade de melhores ações para organizar a divisão dos dados, do conhecimento e da informações relevantes para a conservação da biodiversidade e gestões sustentáveis entre as Américas. As atividades instituídas através deste memorando prometem a troca de dados técnicos e científicos e a expansão da capacidade de informações técnicas e científicas em ambos IABIN e OBIS e nossos respectivos representantes.

    OBIS excede os 9 milhões de registros com as 4 novas séries de dados da Europa.


    14-Fevereiro-2006
    • Com a adição das quatro novas séries de dados da Europa o OBIS excedeu 9 milhões de registros, dois anos antes do previsto. Esta série de dados inclui a Revisão da Conservação da Natureza Marinha (MNCR) e os Dados Marinhos de Associações Bentônicas, obtidas e gerenciados pela Herança Natural da Escócia (EUROBIS). Mais informações sobre estas séries de dados podem ser encontradas no site EUROBIS.

    ACON (função de contorno) em testes no portal OBIS. Mapas com ACON resultam de numerosas observações agrupados por fontes de dados, incluindo ligações importantes para as sub-seleções, agrupamentos alternados e vários formatos gráficos.


    26-Janeiro-2006
    • ACON é uma forma de visualização que gera mapas de dados extremamente interativos sobre a biodiversidade. O usuário pode, com movimentos do mouse, mostrar a latitude e a longitude, usar o Zoom, desenhar um retângulo e obter zoom deste retângulo e mapear isto. As típicas formas de visualizações incluem símbolos de escala (analisado pela série de dados), cobertura da linha de costa e gráficos auxiliares. Como é de uso pela web, o acesso é uma pagina na web concedida para a procura dos usuários incluindo JavaScript para prover “hot links” interativos com as sub-seleções de dados, agrupamentos alternados de dados e vários formatos gráficos (Pdf, jpg, Adobe Illustration para nomear alguns), incluindo mapas múltiplos e vídeos. Uma ajuda é disponibilizada no final da pagina no botão “?”.
    • ACON inclui uma implementada linguagem de programação e um número de funções intrínsecas, suportando considerações pesqueiras. ACON disponibiliza a manipulação de vetores e matrizes de dados param calcular novos resultados analíticos e visualizar estes resultados graficamente. Em adição a biblioteca multifuncional, novas funções analíticas podem ser definidas pelo usuário para fazer cálculos mais complexos como necessário. Os dados são interpretados pelos arquivos de dados do ASCII, diretamente dos bancos de dados da Oracle (usando SQL), ou outras fontes de dados ODBC. Gostaríamos de nos desculparmos, pois estes ainda apresentam alguns problemas para certos navegadores.

    ACON é provida através do Centro de Biodiversidade Marinha no Instituto de Oceanografia Bedford, Canadá. Mais informações sobre a ACON podem ser encontradas em ACON webpage.



    O líder do OBIS, Fred Grassle, premiado com o Primeiro Prêmio Príncipe Alberts de Mônaco.


    03-Janeiro-2006
    • O presidente do Secretariado do OBIS e, também, presidente do Comitê Científico Diretivo do Censo da Vida Marinha, Fred Grassle, foi premiado com o prestigioso “Grand Prix des Sciences de la Mer Albert 1er de Monaco” em 15 de Dezembro de 2005 pela sua grande contribuição para as ciências dos oceanos; seus esforços com o OBIS foram especialmente citados. Este premio é entregue anualmente e foi oferecido na embaixada de Mônaco em Paris por Christian Orsetti, o embaixador do Principado de Mônaco.

    OBIS celebra o inicio oficial do Nó Regional Australiano do OBIS.


    12-Dezembro-2005
    • O OBIS Austrália celebra seu inicio oficial nesta Terça-feira, 13 de Dezembro em Hobart, Austrália. Nós felicitamos o time do OBIS Austrália! Mais informações More sobre o OBIS Austrália podem ser encontrados em:http://www.obis.org.au/

    Televisão e Rádio Pública de Nova Jersey (NJN) entrevista o presidente do secretariado do OBIS, Dr. Fred Grassle.


    05-Dezembro-2005
    • Fred Grassle foi recentemente entrevista do pela NJN noticias sobre o OBIS e o Censo da Vida Marinha. No vídeo clipe, no qual é discutido que os oceanos são pouco conhecidos, algumas imagens de criaturas raras são apresentadas. O OBIS e as atividades de mapeamento do OBIS são ilustrados. Esta entrevista pode ser vista em: http://www.njn.net/newspublicaffairs/science/index.html.

    EurOBIS excede 1 milhão de registros.


    01-Dezembro-2005
    • Nós estamos orgulhosos em anunciar que o EurOBIS agora possui mais do que 1 milhão de registros de distribuição para aproximadamente 16000 espécies marinhas. Isto se deve pela adição de uma nova e grande série de dados da Revisão da Conservação da Natureza Marinha e Comitê Cooperativo da Conservação da Natureza no Reino Unido e uma pequena série de dados da Universidade de Christina-Albrechts em Kiel na Alemanha. Para mais informações sobre EurOBIS, entre em contato com o Escritório de gerenciamento de dados do MarBEF em data@marbef.org. Weblink:http://www.marbef.org/data/eurobis.php.

    Parabéns para o EurOBIS e para todos que contribuíram.



    Notícias antigas em Inglês.


    ---------------------------------------------
    OBIS Secretariat publishes a "how-to" manual for development of RONs


    • In response to requests from managers of the 10 Regional OBIS Nodes (RONs), from Australia, Canada, China, Europe, India, Japan, New Zealand, South America, Sub-Saharan Africa, and the United States of America, the OBIS Secretariat has published an on-line "how-to" manual for RON development.


      The resulting RON Development Manual describes four steps for developing an OBIS RON:
      (1) Implement RON activities as described in "Roles and Responsibilities"
      (2) Provide to the Portal a standard set of information about each Node
      (3) Become an OBIS distributed data provider by implementing the OBIS data schema and DiGIR provider server software
      (4) Install the Plone-based RON Portal software (optional)


      The RON Development Manual is important because it provides a simple road map of standardized steps for development of a RON. Connections between RONs and the Portal, both virtual and person-to-person, are documented. The RON data, together with data from other providers and researchers in marine biodiversity and informatics, form the loosely federated, collaborative OBIS data system.


    10 May 2005
    • At the OBIS Management Committee (OBIS MC) meeting in Oostende, Belgium, discussions between the Intergovernmental Oceanographic Commission's (IOC) International Oceanographic Data and Information Exchange (IODE) Chair, Lesley Rickards, and Regional OBIS Node (RON) representatives led to significant IODE-OBIS agreements. The foremost of those agreements is that IODE and OBIS will collaborate in mutual development activities at IODE National Oceanographic Data Centres (NODCs) and Regional OBIS Nodes (RONs) where those Centres and Nodes have geographic overlap. The NODCs and RONs are both globally distributed networks that will enhance each other's capabilities, especially in the blending of physical oceanographic data at the NODCs with the marine biological diversity data at the RONs.
    • The OBIS Management Committee (OBIS MC) met in Oostende, Belgium (23-24 April 2005), hosted by the Vlaams Instituut voor de Zee (VLIZ, Flanders Marine Institute). Representatives from all 10 Regional OBIS Nodes (RONs), IODE, and the OBIS Portal and Secretariat, participated:

      RONs
      • Australia - Kim Finney
      • Canada - Bob Branton
      • China - Song Sun
      • Europe - Edward Vanden Berghe
      • Indian Ocean - Vishwas Chavan
      • Japan - Junko Shimura
      • New Zealand - Don Robertson
      • South America - Mirtha Lewis
      • Sub-Saharan Africa - Ursula von St. Ange
      • United States of America - Mark Fornwall

      IODE
      • Chair - Lesley Rickards

      OBIS
      • Portal - Phoebe Zhang
      • Secretariat - Richard Chinman

      All of the RONs agreed to a set of standards that (a) distinctly identify each as an OBIS Node and (b) support collaborating digitally with the OBIS Portal and amongst themselves.


    14 April 2005
    • Congratulations to Dr. Mark Costello, Chair of the OBIS International Committee, on his election to the GBIF Review Response Team, representing the Associate Participant Organizations in the review of the GBIF 3rd Year Review.


    11 April 2005
    • The Technical Resources Section has been updated with two new items -- the OBIS RON Template and the Plone Template Installation Instructions.  These items may be downloaded from http://www.iobis.org/tech/portal
    • OBIS welcomes Ms. Deepal Shah to its Portal development team.  Ms. Shah was a developer at IBM Global Services before joining OBIS and has extensive experience in Java-based Web development.



    4 April 2005
    • EurOBIS, the European Regional OBIS Node, has made available on the OBIS Portal more than 200,000 records from eight data collections:
      • Tisbe: Taxonomic Information System for the Belgian coastal area
      • Benthic fauna in the Pechora Sea
      • Temporal coverage of N3, a benthic fauna station in central Kiel Bay
      • MedOBIS: benthic fauna of the Mediterranean and Black seas
      • Biogeography of the Scheldt Estuary
      • BioMar: benthic fauna and flora of Ireland
      • Macrobel: Long term trends in the macrobenthos of the Belgian Continental Shelf
      • SandbanksBCS: Meiobenthos of subtidal sandbanks on the Belgian Continental Shelf

      More information on EurOBIS can be found at http://www.marbef.org/data/eurobis.php


    • The OBIS Portal Template has been made available to the regional OBIS node managers for evaluation. The templates will be used by nodes and other data providers to develop regional portal websites with customized access to global OBIS data.



    27 March 2005
    • OBIS and the National Center for Biotechnology Information (NCBI) in the U.S. have recently become "link-out" partners. A user visiting the OBIS Portal can now get linked out to NCBI's nucleotide, protein, publication, and other databases through the Entrez interface. Meanwhile, Entrez users will get dynamic linkage to OBIS while searching the NCBI databases.
    • OBIS has established dynamic linkage to Google Scholar from OBIS Portal Search Result pages.
    • The OBIS project, an Associate Participant in the Global Biodiversity Information Facility, has established individual entries in the GBIF registry and is now serving 44 data collections to GBIF. The 44 collections represent the entire suite of data available through the Portal.



    • February 2005

      January 2005

      Archived OBIS News (2004 and before)
 
   
 
 
O OBIS é um projeto do